Em Fevereiro, a Aguiarfloresta vai abrir a primeira loja de “produtos verdes” ligados à floresta na central de camionagem de Vila Pouca de Aguiar. Dezenas de produtores locais já estão interessados no novo conceito

A Aguiarfloresta vai abrir no próximo mês uma eco-loja destinada à venda dos produtos que a floresta oferece, como castanhas, cogumelos, madeira, mel, sementes e plantas medicinais. À Voz de Chaves, o presidente da associação florestal e ambiental de Vila Pouca de Aguiar, Duarte Marques, explicou que o objectivo é “promover os produtos locais produzidos pela e na floresta” e “dar apoio aos associados com um espaço para comercializarem os seus produtos”.

“Este tipo de loja não é comum. O nosso conceito vai apostar numa apresentação e transformação dos produtos diferente do habitual”, esclareceu Duarte Marques, acrescentando que a ideia consiste em elaborar novas formas de apresentação dos produtos e dar-lhe mais valor localmente, conjugando mesmo diversos elementos naturais. Todos os associados da Aguiarfloresta poderão vender os seus produtos na eco-loja, que ficará localizada na central de camionagem de Vila Pouca de Aguiar, desde que cumpram os regulamentos de garantia de qualidade.

Numa fase inicial, “o projecto não é para ter uma facturação muito significativa, mas para começar a ser uma janela de oportunidade para os nossos produtos”, além de “dar largas à criatividade dos produtores” na apresentação, transformação, recolha e conservação dos mesmos, referiu ainda Duarte Marques. A eco-loja será complementada por um site online, de modo a alargar a oferta a mercados mais longínquos.

Sandra Pereira

loading...
Share.

Deixe Comentário