Os Bombeiros Voluntários de Vila Pouca de Aguiar têm quatro elementos infetados com covid-19, três deles detetados após testes aos bombeiros em contacto com o primeiro caso positivo.

O autarca de Vila Pouca de Aguiar, no distrito de Vila Real, Alberto Machado explicou que a informação de um voluntário daquela corporação infetado com o novo coronavírus surgiu na sexta-feira, que promoveu de imediato uma reunião de emergência e que após testagem aos elementos em contacto com o infetado detetaram-se mais três positivos para a covid-19.

“Pedimos à saúde pública para fazer testes a todos os bombeiros em contacto no mesmo horário de serviço com o bombeiro infetado e estes realizaram-se no fim-de-semana”, frisou.

Dos 25 testes realizados, surgiram mais dois positivos e quatro inconclusivos, que após repetição do teste deram negativo, acrescentou.

Dois dos bombeiros realizaram o teste à covid-19 mais tarde, na terça-feira de manhã, um revelou-se também positivo, elevando o total para quatro, disse ainda.

Alberto Machado sublinhou que durante este processo a autarquia tem colocado à disposição um espaço para isolamento quer para os bombeiros infetados, quer para aqueles que tiveram testes inconclusivos “com todas as condições para evitar contágios”, instalações que têm sido utilizadas.

O autarca de Vila Pouca de Aguiar realçou que os bombeiros estão em contacto com a população, principalmente a mais fragilizada, e que é necessário “haver uma garantia” de que estão bem.

“O bombeiro não é um cidadão normal, é um cidadão que no dia a dia está em situação de risco e socorro”, apontou.

Hoje de manhã decorreu nova reunião entra a autarquia e a direção dos bombeiros para a marcação de novos testes a todo o universo da corporação, que é superior a 70 pessoas, revelou Alberto Machado.

O presidente da direção dos Bombeiros Voluntários de Vila Pouca de Aguiar, José Eduardo Quinteiro, explicou que neste momento “não há nenhuma suspeita de mais infetados” mas que “irão ser realizados mais testes”.

“Vamos fazer testes a todo o universo dos bombeiros, após o número de dias suficientes para que os resultados sejam o mais fidedignos possível”, lembrou.

José Eduardo Quinteiro garantiu ainda que a corporação está a funcionar em pleno.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 929.391 mortos e mais de 29,3 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.875 pessoas dos 65.021 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

loading...
Share.

Deixe Comentário