Dia 6 de novembro foi o dia do Município de Valpaços. Este feriado tem sido comemorado recordando a história do concelho e os acontecimentos mais marcantes que o tornam no que é hoje. São 182 anos da elevação de Valpaços a concelho.

No dia 5 à noite, teve lugar um espectáculo de Flamenco no Auditório Arte e Cultura Luís Teixeira, muito apreciado pelos presentes, tal como o Concerto pela Orquestra do Norte, ao final da tarde de terça-feira, dia 6.

No Feriado Municipal, após o hastear da Bandeira do Município ao som da Banda Municipal de Valpaços, nos Paços do Concelho, teve lugar a cerimónia de comemoração solene no salão nobre.

Na presença de todo o executivo municipal, de vários autarcas do concelho e munícipes, o Presidente da Câmara Municipal de Valpaços, Amílcar Almeida, fez considerações sobre a história do concelho, abordando a sua formação e estruturação, mas sobretudo sobre projetos em curso e futuros.

O edil lembrou ainda o que foi realizado pelo executivo durante o primeiro mandato e também o que está a ser desenvolvido e projetado pela sua equipa. Amílcar Almeida congratulou-se com a obra realizada em prol da qualidade de vida dos munícipes, dando como exemplo o hospital, cuja abertura está prevista para o primeiro semestre de 2019, e também projetos já aprovados ligados ao sector do turismo, como a requalificação das três praias fluviais: Rabaçal, Rio Torto e Ribeira da Fraga.

O Presidente da Câmara Municipal de Valpaços falou ainda da projeção da Marca Valpaços e de conquistas como o Folar de Valpaços IGP, o Azeite, a Castanha, o Vinho de Valpaços, entre outros.

Na sessão solene foram entregues, como habitual, os Prémios de Mérito Escolar aos três melhores alunos do ano transato do 3º ciclo e do ensino secundário das escolas do concelho, galardão constituído por um diploma e um cheque no valor de 250 euros. Do 9.º ano de escolaridade em Valpaços recebeu o prémio de melhor aluno Guilherme Chaves, residente em Valpaços. Já do 12.º ano de escolaridade recebeu o prémio Ruben Coelho, de Valverde. Da escola de Carrazedo de Montenegro, do 9.º ano de escolaridade, recebeu o prémio Mariana Batista.

“O mérito e valorização do esforço e do desempenho individual procura criar estímulos para que os jovens sintam que vale a pena estudar, naquela que também é uma homenagem às escolas e ao seu trabalho”, referiu o autarca.

loading...
Share.

Deixe Comentário