O Gabinete Técnico Florestal da autarquia, com a colaboração da REFCAST – Associação Portuguesa da Castanha, realizou na passada semana, mais oito largadas biológicas do inseto “Torymus Sinensis”.

As largadas foram feitas nas freguesias de Sapiãos, Vilar e Viveiro, Beça, Alturas do Barroso e Cerdedo, Codessoso, Curros e Fiães do Tâmega e Boticas e Granja.

“Tendo em conta que o método mais eficaz para exterminar a vespa da galha do castanheiro é a luta biológica, mediante a largada de parasitoides capazes de destruir as larvas alojadas nos ramos da árvore, a autarquia mantém-se atenta e a desenvolver as medidas necessárias para evitar o alastramento da praga no Concelho”, refere o município de Boticas na sua página oficial.

loading...
Share.

Deixe Comentário