A segunda fase da vacinação contra a gripe sazonal teve início no passado dia 19 de outubro. No concelho de Chaves as vacinas estão a ser levadas às respetivas freguesias e a adesão tem sido elevada.

O plano de vacinação contra a gripe sazonal direcionado para os grupos de risco – pessoas com mais de 65 anos e/ou doentes crónicos – arrancou no passado dia 19 de outubro, resultado de uma parceria entre a Câmara Municipal de Chaves, o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Alto Tâmega e Barroso e a Associação das Juntas de Freguesia.

Com o objetivo de evitar grandes aglomerados, devido à pandemia da Covid-19, que todos os anos, por esta altura, acontecem nos centros de saúde para que a vacina da gripe sazonal seja administrada, equipas dos centros de saúde têm-se deslocado às várias aldeias do concelho flaviense para vacinar as pessoas. As pessoas que residem nas freguesias urbanas podem deslocar-se aos centros de saúde, preferencialmente com hora marcada.

No passado dia 23 de outubro o jornal A Voz de Chaves esteve em Vilela do Tâmega para acompanhar uma ação de vacinação e Ramiro dos Santos, presidente da Junta de Freguesia, destacou a importância da vacinação contra a gripe sazonal, principalmente por estarmos a viver tempos de pandemia: “Todas as ações que venham ao encontro da saúde são bem-vindas, especialmente nesta época em que estamos. Logicamente que se as pessoas se vacinarem estarão menos sujeitas a que a gripe os ataque e já terão mais defesas”.

Nesta localidade a vacinação aconteceu na antiga escola primária, e as pessoas foram sendo vacinadas por ordem de chegada. Durante a tarde a equipa do ACES deslocou-se ainda ao domicílio de algumas pessoas que não tinham condições para sair de casa.

“As pessoas foram informadas de que haveria uma equipa do centro de saúde a vir aqui administrar as vacinas. Quanto mais perto estiverem, melhor, menos deslocações há. Portanto, os perigos são muito menores”, afirmou Ramiro dos Santos.

Só na aldeia de Vilela do Tâmega, no passado dia 23, foram vacinadas cerca de 100 pessoas.

Quebra no fornecimento de vacinas

Também Nuno Vaz, presidente da Câmara Municipal de Chaves, destacou a grande adesão que a vacinação contra a gripe sazonal tem tido. Contudo, este processo teve de sofrer uma pequena pausa pois o fornecimento de vacinas foi suspenso por não haver produto. Este é um problema a nível nacional e não exclusivo ao concelho de Chaves.

“Temos tido o feedback, tanto do presidente da Associação de Freguesias, como do ACES, que nos têm vindo a dar conta da evolução da vacinação. Sendo a primeira vez que o processo se está a desenvolver nestes moldes, têm-nos dito que tem havido uma adesão muito significativa. Sendo certo que ocorreu agora uma pequena quebra relativamente ao fornecimento da vacina. Estamos a falar de um plano de vacinação que é feito a nível nacional, e às vezes há alguns atrasos. Por isso, neste momento houve uma suspensão do plano de vacinação até ser retomado o fornecimento de vacinas”, explicou Nuno Vaz.

O edil referiu não poder adiantar ainda uma data para a retoma da vacinação, estando à espera do contacto do ACES do Alto Tâmega e Barroso para poder anunciar novas datas.

Vacinas nas farmácias serão asseguradas pela Câmara Municipal de Chaves

O autarca flaviense anunciou ainda, nas declarações prestadas ao jornal A Voz de Chaves no passado dia 26 de outubro, que em reunião de Câmara, realizada neste mesmo dia, foi aprovada “uma solução que visa criar uma resposta ainda mais robusta. A população vai poder continuar a vacinar-se nas respetivas localidades, sendo que a nossa sugestão é que as pessoas façam a vacinação o mais próximo possível da sua residência.

Mas a população mais urbana, e continuamos a falar das pessoas que fazem parte dos grupos de risco, isto é, maiores de 65 anos e/ou doentes crónicos, vai ter a possibilidade de ser vacinada nas farmácias de forma totalmente gratuita, ou seja, não terá de pagar qualquer valor pelo serviço porque isso vai ser assumido pela Câmara Municipal de Chaves”.

Maura Teixeira

loading...
Share.

Deixe Comentário