Até 18 de Maio, está patente a exposição “Repórter por um dia: Despovoamento e Envelhecimento Rural na freguesia de S. Vicente da Raia” no pólo de Chaves da UTAD/Escola Superior de Enfermagem.

 Lumbudus-S.-Vincente-015São imagens que retratam o envelhecimento na ruralidade do concelho flaviense, na freguesia raiana mais distante da cidade de Chaves – São Vicente da Raia – as que estão expostas até 18 de Maio no pólo de Chaves da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD)/Escola Superior de Enfermagem, em Outeiro Seco.

Foram tiradas por oito fotógrafos amadores que responderam ao desafio de ser “repórter por um dia”, ao abrigo de um projecto do curso de Animação Sociocultural – desenvolvido em parceria com a Associação de Fotografia e Gravura Lumbudus –, e posteriormente publicadas com uma reportagem escrita na edição de 6 de Abril do jornal A Voz de Chaves e nos blogues dos fotógrafos da Lumbudus associados ao projecto, e surgem agora expostas aos olhos de todos.

Na inauguração, que decorreu na passada quinta-feira, 18 de Abril, além dos membros da Lumbudus, alguns jovens mostraram-se interessados em apreciar as fotografias. Para o director de curso de Animação Sociocultural, Marcelino Lopes, estão patentes ao público “trabalhos de qualidade”, já que “a fotografia é um elemento extremamente interessante para a animação sociocultural”.

Já Fernando Ribeiro, finalista da licenciatura de Animação Sociocultural e autor do projecto, orientado pelo Reitor do pólo de Chaves da UTAD Américo Peres e pelo antigo professor da UTAD António Sousa e Silva, o balanço da iniciativa “Repórter por um dia” é “positivo”. De acordo com Fernando Ribeiro, a ligação à área da animação sociocultural surge, primeiro, na ocupação dos tempos livres dos fotógrafos e, depois, na parte que lhes “permite ter contacto com os problemas da região e da população”.

Sandra Pereira

 

 

 

loading...
Share.

1 comentário

Deixe Comentário