A Junta de Freguesia de Nogueira da Montanha está a recuperar tanques, fontes e nichos religiosos nas 11 aldeias para melhorar e preservar o património da freguesia. Combate à covid-19 tem sido feito no apoio aos idosos e aos estudantes.

Ao longo das últimas semanas a freguesia de Nogueira da Montanha tem recebido obras de melhoramentos em tanques, fontes ou nichos religiosos promovidas pela junta de freguesia, que tem o objetivo de promover melhorias em todas as aldeias.

“Acaba por obrigar a um grande esforço e ginástica. Mas demos a volta a todas as aldeias e estamos a promover esta iniciativa em todas”, explicou À Voz de Chaves o presidente da junta de freguesia de Nogueira da Montanha, António Lopes.

O presidente da junta lembra que este tipo de construções existem nas aldeias há muitos anos e as pessoas apreciam a sua existência.

“A população está contente com a recuperação deste património pelo qual têm estima pois é importante não deixar estragar”, vincou.

No caso dos tanques, António Lopes lembra que muito ainda são usados na atualidade.
A pandemia de covid-19 acabou por dar ‘mais tempo’ para que a junta de freguesia consiga promover estas obras de melhoramentos que se vão estender às 11 aldeias.

Apoio aos idosos e aos estudantes

Com a chegada da pandemia de covid-19, a junta de freguesia de Nogueira da Montanha adquiriu máscaras para toda a população “na altura mais complicada”.

Com o confinamento, o presidente da junta foi também um auxílio para a população mais idosa.
“Disponibilizei-me, as pessoas ligavam para ir buscar medicamentos às farmácias, fazer compras e entrega-las em casa, sempre com as devidas precauções”, contou.

Sendo uma freguesia com população idosa, a retoma das missas é também uma das boas novidades com o alívio das medidas de confinamento.

António Lopes

“Fazia falta às pessoas da nossa freguesia, que são muito religiosas e era mau o facto de aos domingos não haver missa. Muitos diziam que nem parecia ser domingo”, acrescentou.

Mas para os alunos da freguesia, a junta acaba também por ser um auxílio, devido às aulas à distância que os mais novos estão a ter.

Quer na impressão e entrega de fichas de trabalho, quer na recolha dessas fichas já realizadas e entregues aos professores, a junta tem auxiliado a componente educativa.

António Lopes lembra que a maioria das pessoas não tem internet ou computador em casa o que dificulta a aprendizagem, sendo as fichas de trabalho fundamentais para os alunos.

loading...
Share.

Deixe Comentário