O Desportivo de Chaves joga mais uma partida em casa para o campeonato, domingo às 15 horas. Desta vez, o adversário é o Macedo de Cavaleiros, equipa que ocupa o 12º lugar da tabela, com dez pontos em nove jogos.

“Temos que ganhar, assumidamente”, atira o treinador flaviense, que quer “ganhar bem”. Luís Miguel espera as dificuldades habituais que as equipas têm criado no Municipal de Chaves. “As dificuldades que eu espero são as que todas as equipas nos têm criado. Vêm muito fechadas”, explica. “Nós como equipa convém que existam espaços e que consigamos trocar muito bem a bola e aproveitar a velocidade dos nossos jogadores”, revela Luís Miguel.

Sylvestre é baixa certa para o encontro de domingo e à partida todos os restantes jogadores estão disponíveis para o jogo, à excepção de Bruno Magalhães, que cumpre um jogo de castigo.

Reforço para a baliza

Depois de duas semanas onde esteve à experiência um avançado que não terá convencido a equipa técnica, é para a baliza que chega um reforço. Nuno Dias tem 34 anos e chega a Chaves vindo do Fafe, clube onde subiu na época passada da terceira para a segunda divisão.

“É um bom jogador, eu já o conheço e acho que é uma mais-valia para a equipa”, resumiu Luís Miguel. Quanto ao reforço de outros sectores da equipa, o técnico flaviense é claro: “Em relação à equipa estou satisfeito, é uma excelente equipa, com bons jogadores. Tudo o que sejam mais-valias para reforçar o plantel e a equipa são sempre bem-vindos”, concluiu.

Diogo Caldas – redaccao@diarioatual.com

loading...
Share.

Deixe Comentário