O quartel dos Bombeiros Voluntários de Vidago tem, desde sexta-feira, dia 1, uma Equipa de Intervenção Permanente para auxiliar e proteger a população.

Constituída por cinco operacionais, a Equipa de Intervenção Permanente (EIP), dirigida pelo comandante Bruno Henriques, é composta pelos bombeiros Ricardo Patuleia, Luís Barros, Marlene Santos e Ricardo Ferreira.

O dispositivo permite aos bombeiros dar uma “resposta mais eficaz a situações de emergência no concelho, sendo mais um importante investimento realizado no âmbito da Proteção Civil Municipal para salvaguarda de pessoas e bens”, referem os Bombeiros Voluntários de Vidago (BVV), na sua página oficial.

De referir que o financiamento desta equipa, cujo protocolo de constituição foi assinado em dezembro do ano passado, será assegurado em partes iguais pela autarquia flaviense e pela Autoridade Nacional de Proteção Civil, sendo que o mesmo significa um investimento por parte da Câmara de Chaves em mais 30 mil euros por ano.

Na cerimónia de apresentação da equipa estiveram presentes o comandante dos BVV, Bruno Henriques, o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vidago (AHBVV), Francisco Oliveira, o presidente da União de Freguesias de Vidago, Rui Branco, e o presidente da Câmara de Chaves, Nuno Vaz.

O autarca flaviense referiu que a constituição desta equipa é motivo de “alegria” uma vez que “estamos a dar mais um passo que contribui inegavelmente para a melhoria da segurança no nosso concelho. “A EIP contribuirá para que a operacionalidade dos nossos bombeiros melhore substancialmente”, frisou.

O edil salientou, por outro lado, que “durante o atual mandato houve um esforço da autarquia no sentido de clarificar a relação com os bombeiros, reforçando as parcerias entre as três instituições. Apesar da situação de crise, procuramos melhorar esta relação e este é mais um passo que se vem juntar a outros que temos dado”.

Francisco Oliveira, presidente da AHBVV, referiu que este é um dia histórico na vida daquela associação e enalteceu “a boa colaboração com a câmara municipal”, destacando que “a partir do momento em que surgiu esta oportunidade o senhor presidente não enjeitou esforços para que este anseio se concretizasse”.

loading...
Share.

Deixe Comentário