No contexto da celebração do Centenário da Escola Dr. Júlio Martins, foi realizada, no dia 15 de maio, uma ação reflexiva sobre a influência da gestão escolar.

O debate foi conduzido pelo professor João Batista, tendo como enquadramento o tema “Compreender as Mudanças” e foco na gestão da instituição, e teve como oradores o atual diretor, o professor Joaquim Tomaz, e antigos dirigentes no período pós 74.

As referências iniciais foram para o saudoso professor Boenerges e para o professor Mota Laço, distintos presidentes do conselho diretivo no decurso dos últimos 40 anos.

Respeitando a sequência cronológica, a primeira intervenção coube ao professor José Geraldes que, de modo claro e objetivo, retratou o período da sua gestão, tempo conturbado no contexto de um país em que o regime democrático dava os primeiros passos e, por conseguinte, a gestão democrática das escolas era um desafio permanente num clima de massificação do acesso à educação e ao ensino.

A professora Aline Caetano, exímia investigadora, proferiu uma intervenção circunstanciada, com apontamentos históricos de relevo quer em relação à instituição, quer em relação ao seu patrono. A responsável transmitiu emotivamente as suas vivências no cargo, descrevendo com elaborado pormenor êxitos e preocupações.

No uso da palavra, o orador seguinte, o professor Altino Rio, comunicou com os presentes na forma discursiva e através de imagens selecionadas para este debate. O grupo presente teve a oportunidade de apreciar a sua entusiástica dedicação à causa educativa, com o aluno como centro e a cidadania ativa como desiderato.

Foi então a vez de o professor Francisco Melo, com autenticidade e frontalidade, expor a sua experiência numa etapa que se pode traduzir numa palavra: Reconstrução. Reconstrução do Edifício (transformando-o no que é hoje) e da estrutura diretiva do agrupamento.

Encerrou o conjunto de intervenções o professor Joaquim Tomaz, partilhando sérias reflexões sobre a atualidade e as preocupações inerentes à classe docente, suporte do sistema e do processo educativo. O seu principal objetivo é ajudar a criar condições para o desenvolvimento de uma comunidade educativa inclusiva e integradora.

A sociedade sempre exigiu e exige à escola estabilidade e mudança, inovação e permanência de valores. Na resposta a estes desafios moram as raízes da nossa motivação.

 

A equipa organizadora do Centenário.

 

loading...
Share.

Deixe Comentário