A flaviense Ana Ribeiro lançou na quinta-feira, 15 de outubro, o seu primeiro livro em prosa com o nome “Um Amor Inexplicável”. A obra foi apresentada pela professora Ana Gonçalves na Biblioteca de Chaves.

IMG_1478“Um Amor Inexplicável” retrata a história de amor entre dois jovens. O mundo de João Pedro desaba quando descobre que tem cancro. Porém, nesse momento conhece Laura que o vai ajudar a lutar contra essa doença.

A autora conta que as primeiras ideias para a história do seu primeiro livro em prosa surgiram em 2012 quando estava a ler um romance. Foi nessa altura que “senti que era o momento de arriscar e de escrever um livro diferente relativamente a aquilo que tinha escrito”.

Depois de vários textos escritos e que nunca chegaram a ser publicados, “Um Amor Inexplicável” surge assim como uma prova de fogo, sendo considerado pela própria escritora como “o seu maior desafio a nível literário”.

“Eu queria um desafio diferente, com uma história forte e que tocasse realmente o público. O cancro um tema, infelizmente, muito atual, muito sensível e que ainda é muito difícil de abordar”.

José Luís Peixoto é o escritor português que mais gosta de ler porque, diz, “ele tem uma escrita que me inspira imenso e gosto da maneira como ele toca” nos sentimentos das pessoas. As obras de Nicholas Sparks são outras das suas favoritas. São escritores, na sua opinião, que sabem falar sobre temas difíceis como o do seu livro e que ao mesmo tempo sabem cativar e levar as pessoas a refletir.
Ana Ribeiro, de 28 anos, lança agora o seu primeiro livro em prosa, mas a paixão pela leitura e pela escrita já vem desde o tempo em que era criança. Começou por escrever em diários, mais tarde, quando foi para a faculdade tirar o curso de análises clínicas, dedicou-se à poesia e foi publicando os seus textos num blogue.

Incentivada por um amigo, editou, em março de 2011, “Diário de uma vida”, uma compilação dos seus poemas que falam sobre algumas das experiências que foi tendo ao longo da vida e das pessoas que a rodeiam.
“Inicialmente fiquei um bocadinho surpreendida com a ideia porque eu gostava de escrever para mim e funcionava como um refúgio, uma forma de eu comunicar, uma vez que era muito tímida”, contou.

Mais tarde participou numa Feira do Livro em Chaves e surgiu a ideia de começar a escrever também em prosa, uma ideia que abraçou de imediato pois, confessa, é o seu estilo favorito.

Distinguida com dois prémios nacionais, um em 2011, atribuído pela Caminho, e outro em 2014, num concurso de poesia em que participou com o poema “A Filha do Mar”, a escritora flaviense já tem outros trabalhos preparados que promete publicar em breve.

“Um Amor Inexplicável”, editado pela Capital Books, pode ser adquirido na Fnac do Mar Shopping, em Matosinhos, na loja online da Porto Editora (Wook) e nas lojas da Bertrand e também no online.

Cátia Portela

loading...
Share.

Deixe Comentário