O Kartódromo e o Aeródromo de Chaves recebem este domingo, dia 21, as decisões do Campeonato Nacional de Supermoto, bem como a última etapa da 1ª edição do Troféu Ibérico, prova que o flaviense Nuno Pinto lidera e pode fazer a festa em casa.

O Clube Motard de Chaves organiza mais uma edição na prova nacional de Supermoto, modalidade que engloba um terreno misto, entre sectores de asfalto e terra batida. O evento tem entrada livre.

Ao longo do dia, as motas vai reinar em Chaves, com um total de três corridas para a categoria máxima, juntando-se ainda duas corridas de minimotard e uma corrida de mini GP.

Bem cedo arrancam as operações no Kartródromo de Chaves, com as verificações técnicas, briefing e o arranque dos treinos livres perto das 10 horas e os treinos cronometrados até ao final da manhã.
Já as corridas estão reservadas para a tarde, a partir das 14 horas, com final previsto para as 18 horas.

Nuno Pinto procura coroação em casa

A liderar a 1ª edição do Troféu Ibérico de Supermoto, o flaviense Nuno Pinto tem tudo para fazer a festa em casa.

“Comecei a época a vencer mas depois lesionei-me e falhei duas provas, o que não me permitiu lugar pelo título, quer em Portugal quer na Galiza, mas consegui terminar no 3º lugar em Espanha”, destacou, explicando que apostou tudo nas quatro provas do troféu ibérico, que junta duas provas em Espanha e duas em Portugal.

“Falta uma prova e está tudo bem encaminhado. Será especial voltar a ganhar em casa, depois de ter conquistado a Taça de Portugal de Supermoto em Chaves. Vencer o ibérico seria excelente”, atirou.

loading...
Share.

Deixe Comentário