“A Casa do Pedro” em Vilarinho Seco, Boticas, foi, no passado dia 31 de agosto, o local escolhido para mais uma ação da iniciativa da Rede de Tabernas do Alto Tâmega.

Fernando Queiroga, presidente da Câmara Municipal de Boticas, Luís Ramos, deputado da Assembleia da República, Carla Alves, diretora Regional de agricultura e Pescas do Norte, Sandra Sarmento, diretora Regional do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), e Albano Álvares, presidente da Cooperativa Agrícola de Boticas (CAPOLIB), estiveram presentes nesta iniciativa que permitiu divulgar alguns dos produtos de excelência do concelho de Boticas e do território do Alto Tâmega.

A prova de degustação de batata da variedade kennebec, produzida por agricultores de cada um dos seis municípios que constituem o Alto Tâmega (Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar), foi um dos pontos altos desta ação.

O júri do concurso, constituído por vários apreciadores de batata e pelos conceituados chefs Vítor Sobral, Hélio Loureiro e Vítor Adão, teve em consideração a cor, textura e sabor, sendo que no final elegeu como a batata cozida mais saborosa do Alto Tâmega, a originária do concelho de Ribeira de Pena.

Outros dos momentos mais aguardados do dia foi o lançamento de mais produtos com selo CAPOLIB, nomeadamente o cabrito, o cordeiro e, ainda, a batata das variedades kennebec e desiree.

Fernando Queiroga destacou “o trabalho e dedicação da CAPOLIB na promoção e, sobretudo, valorização dos produtos locais”, acrescentando que “a autarquia continuará a apoiar projetos que contribuam para o desenvolvimento do nosso Concelho, fixação de população e criação de emprego”.

“Sendo Boticas, a par de Montalegre, um território classificado como Património Agrícola Mundial e em que uma parte das famílias tem como fontes de rendimento a agricultura e pecuária, é indispensável que se valorize tudo aquilo que é produzido, de forma tradicional, no nosso Concelho”, concluiu o autarca. 

loading...
Share.

Deixe Comentário