Foram criadas as condições necessárias para evitar aglomerações nos centros de saúde, prevenindo novos surtos de Covid-19. As pessoas com mais de 65 anos e com doenças crónicas foram vacinadas nas suas freguesias na unidade de saúde móvel.

O Plano Concelhio de Vacinação contra a Gripe Sazonal arrancou, no passado dia 19 de outubro, nas freguesias do concelho de Boticas. Esta segunda fase da campanha de vacinação da gripe sazonal é destinada a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas com doenças crónicas.

A realização da ação de vacinação nas aldeias do concelho decorreu no âmbito de um acordo entre o Centro de Saúde de Boticas, Câmara Municipal e Juntas de Freguesia, através da deslocação de profissionais de saúde aos locais previamente estipulados para as várias localidades do concelho.

Esta campanha de vacinação pelas freguesias permitiu vacinar o maior número de pessoas com mais de 65 anos contra a gripe sazonal, sem aglomerados nos centros de saúde numa época de pandemia.

O objetivo é evitar a deslocação e grandes aglomerados de pessoas junto à Unidade de Saúde local para a toma da vacina, servindo também para proteger as populações e minimizar os riscos de contágio por covid-19.

Vacinação contra a Gripe Sazonal adiada por falta de vacinas

Adiamento da vacinação em Boticas e na Granja

A execução do Plano de Vacinação contra a Gripe Sazonal “decorreu com normalidade, de acordo com o calendário definido, tendo sido possível chegar até junto da grande maioria da população que integra o grupo prioritário de vacinação”, referiu a autarquia de Boticas em comunicado.

Desta forma, comparativamente a anos anteriores, “registou-se uma afluência muito maior de utentes, que foi bastante superior às previsões iniciais”.

De acordo com a autarquia, “o número de vacinas disponíveis revelou-se insuficiente para fazer face à vacinação da totalidade da população, pelo que será necessário haver um reforço de stock de vacinas por parte do Centro de Saúde”.

Nesse sentido, “não foi possível realizar a vacinação em Boticas e na Granja no dia 26 de outubro, segunda-feira, como estava inicialmente previsto, sendo necessário aguardar mais alguns dias para que a quantidade de vacinas seja reposta”.

O presidente da autarquia de Boticas adiantou ainda que “haverá vacinas para todas as pessoas que façam parte dos grupos de risco, cuja vacinação é prioritária”. Fernando Queiroga realçou que “ninguém deixará de ser vacinado”.

A campanha de vacinação do Serviço Nacional de Saúde (SNS), que começa habitualmente em 15 de outubro, iniciou-se este ano mais cedo devido à pandemia de covid-19, com uma primeira fase para qual foram disponibilizadas 350 mil vacinas. Nesta segunda fase, estão incluídos outros grupos de risco, pessoas com 65 ou mais anos e pessoas com doenças crónicas.

Apesar desta fase de vacinação se destinar apenas aos grupos considerados mais vulneráveis, aqueles que possuam prescrição médica para a aquisição da vacina da gripe podem adquiri-la na farmácia e deslocar-se aos sítios divulgados para que a mesma lhes seja administrada pelos profissionais de saúde.

Catarina Garcia

 

loading...
Share.

Deixe Comentário