O Conselho Municipal de Educação reuniu, no passado dia 21 de junho, no edifício dos Paços do Conselho, em Boticas, com o propósito de analisar e avaliar vários assuntos relacionados com a atividade educacional do concelho.

De acordo com a autarquia de Boticas, a avaliação feita na reunião, presidida por Fernando Queiroga, presidente da Câmara Municipal de Boticas, “teve um balanço bastante positivo”. Consta, na mesma nota, que “num ano em que a escola sofreu algumas alterações significativas no seu funcionamento, nomeadamente no que diz respeito à introdução do cartão do aluno, o ano letivo que findou foi pautado pelos bons resultados escolares e pela baixa taxa de retenção”, fatores que resultam, sobretudo, do trabalho realizado conjuntamente entre o município de Boticas, o Agrupamento de Escolas Gomes Monteiro e a comunidade escolar.

Também o Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar (PIICIE) foi analisado e foi também ouvida a opinião dos representantes do Conselho Municipal de Educação sobre a transferência de competências no âmbito da educação, uma vez que a autarquia botiquense terá de se pronunciar relativamente a esta proposta que resulta do processo de descentralização.

“O facto de o Município de Boticas ter vindo a implementar, nos últimos anos, muitas das medidas previstas para a área da educação, contribui para que a Câmara Municipal possa aceitar a transferência de competências nessa área, desde que garantidas as preocupações manifestadas pelo Município ao abrigo do exercício do direito de pronúncia atempadamente manifestado junto da Secretária de Estado Adjunta e da Educação e que até ao momento ainda não tiveram resposta adequada”, referiu Fernando Queiroga.

loading...
Share.

Deixe Comentário