A notícia foi avançada na segunda-feira, dia 4, na página de facebook da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Flavienses.

“O Chefe Luís representou durante décadas o espírito altruísta e abnegado com que procuramos servir a população flaviense. Viveu para os Bombeiros Voluntários Flavienses, que nunca o esquecerão”, pode ler-se na nota publicada.

O Chefe Luís, como todos o tratavam, estava de baixa devido a problemas de saúde. Regressaria ao trabalho esta segunda-feira. No entanto, no domingo sentiu-se mal e foi ao Hospital de Chaves, tendo sido transferido para o Hospital de Vila Real, onde acabou por falecer na tarde de segunda-feira, dia 4, aos 60 anos, por, ao que tudo indica, problemas relacionados com o coração.

“Nesta hora de dor, agradecemos desde já as inúmeras palavras de lamento recebidas, que comprovam o quanto a população flaviense estimava um dos seus mais emblemáticos representantes. Nunca teremos palavras e gestos à altura para lhe agradecer. Até sempre, Chefe Luís”, conclui a mesma nota.

loading...
Share.

Deixe Comentário