A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Boticas (AHBVB) comemorou, no dia 2 de junho, o seu 48º aniversário.

As comemorações tiveram início com o hastear da bandeira nacional e a romagem ao cemitério, numa justa homenagem a bombeiros e dirigentes já falecidos.

Após a formatura na parada, teve lugar no salão nobre do quartel, a cerimónia na qual estiveram representadas várias entidades e instituições locais, regionais e nacionais, bem como familiares, amigos e sócios da Associação Humanitária.

A sessão solene contou com intervenções do comandante dos Bombeiros Voluntários de Boticas, Carlos Gomes, do representante da Liga dos Bombeiros Portugueses, comandante José Fernandes, da representante da Federação dos Bombeiros do Distrito de Vila Real, Rafaela Vilela, e do presidente da Câmara de Boticas e da Direção da AHBVB, Fernando Queiroga.

O autarca destacou “o trabalho exemplar que os homens e as mulheres desta corporação prestam às populações durante todo o ano”, referindo ainda que “é gratificante ver a união e companheirismo que existe entre todos”, não deixando, no entanto, de manifestar a sua “preocupação pelos tempos difíceis que se avizinham, porque se aproxima um verão que se prevê muito quente e seco, criando um cenário propício aos incêndios rurais, que irá exigir muito dos bombeiros, mas também pela nova Lei Orgânica da Proteção Civil que altera os comandos da esfera distrital para a sub-regional e que determina a divisão do CDOS Vila Real”, uma situação que o autarca espera que “não venha efetivamente a ser implementada, sob pena de perdermos eficácia no combate e no posicionamento de meios de combate no teatro das operações”. Aliás, o autarca assegurou mesmo que “se esta situação for em frente, eu próprio encabeçarei uma manifestação de bombeiros no Terreiro do Paço”.

Fernando Queiroga afirmou ainda que “a recente aquisição de duas novas viaturas de transporte de doentes não urgentes é fundamental para dar uma resposta mais eficiente às necessidades das populações. Com este reforço de viaturas conseguimos que o transporte dos doentes seja mais seguro, cómodo e menos cansativo”.

Durante a cerimónia foi ainda homenageado pela Liga dos Bombeiros Portugueses, sob proposta da direção da Associação, com o Crachá de Ouro, o bombeiro Armando Fernandes Pereira, pelos 45 anos ao serviço da corporação botiquense.

Finda a cerimónia realizou-se a habitual missa solene, na Igreja de Nossa Senhora da Livração, local onde decorreu a bênção de dois Veículos de Transporte de Doentes Não Urgentes (VDTD) financiadas pela Iberdrola e apadrinhadas pelo presidente da Junta de Freguesia de Boticas e Granja, José Manuel Pereira, e pela responsável ambiental da Iberdrola pelo projeto Electroprodutor do Tâmega, Sara Hoya.

“A Iberdrola tem, desde o início da construção do Sistema Eletroprodutor do Tâmega, seguido todas as medidas que permitam contribuir para a qualidade de vida e para o desenvolvimento desta região. Dar a Boticas, através das contrapartidas do projeto, mais duas ambulâncias de transporte de doentes não urgentes é exemplo disso. A Iberdrola espera que estas venham a contribuir para o bem-estar da população deste concelho”, disse Sara Hoya.

De seguida decorreu o desfile apeado e motorizado pelas ruas da vila de Boticas e a habitual homenagem a todos os bombeiros, com a colocação de uma coroa de flores no monumento dedicado aos soldados da paz, localizado na rotunda do Largo do Conde Vila Real.

O dia de festa terminou com a realização de um almoço convívio no Pavilhão Multiusos e, como habitualmente, não faltou o bolo de aniversário alusivo ao 48º aniversário da Associação, este ano oferecido pelo médico dentista Luís Santos, que fez questão de manter uma tradição que era prática da sua mãe, a saudosa Dra. Paula.

loading...
Share.

Deixe Comentário