Durante três dias, os amantes da natureza e, sobretudo, da observação de aves estiveram no concelho de Montalegre a participar na atividade “Aves de Barroso”. Vieram de várias regiões do país para observarem espécies que não existem noutras zonas.

aves-barrrosoOrganizada pelo Clube Papaventos, em parceria com o Ecomuseu de Barroso e com o apoio do município de Montalegre, a atividade “Aves de Barroso” atraiu ao concelho cerca de quarenta participantes. As margens do rio Cávado, a serra do Larouco, o planalto da Mourela, Tourém (com o seu Centro Interpretativo) e o “Trilho das Aves” foram os locais de eleição para esta prática.

Em nome da organização, José Manuel Arantes, do Clube Papaventos, explicou que foi possível observar “uma centena de espécies, as mais bonitas da nossa zona, como por exemplo a Escrevedeira-amarela, o Picanço-de-dorso-ruivo, a Petinha-das-árvores, entre muitas outras”. O convívio e a partilha de experiências “são o mais importante”, afirmou. O responsável defendeu ainda que em próximas sessões “as crianças e escolas pudessem participar dando-lhes a conhecer o que é nosso”. No último dia, como vem sendo hábito, a junta de freguesia de Tourém presenteou os participantes com um almoço recheado de produtos típicos.

loading...
Share.

Deixe Comentário