Salto, vila do concelho de Montalegre, recebeu mais uma prova de desporto motorizado no seu circuito. Amantes da modalidade de autocross puderam por as suas “máquinas” à prova e levar o público ao êxtase. Um percurso marcado pela presença de mais de uma quinzena de pilotos, quatro dos quais femininos. Uma iniciativa que representa um «balão de oxigénio» para a pista, afirma Manuel Carril, organizador.

A pacatez habitual da vila barrosã foi alterada com a realização de mais uma demonstração automóvel na pista saltense. Um público fervoroso aplaudiu e torceu pelos favoritos. Em competição mais de 15 pilotos trilharam o percurso desenhado. A iniciativa «correu bem e teve bastante aderência», ressalvou Manuel Carril, responsável pelo circuito. O número de concorrentes «foi bom» e a «afluência de assistência surpreendeu», continuou.

 

Consideradas pela assistência um exemplo de fair-play, as mulheres foram «o momento de destaque da prova», revelou Manuel Carril, surpreso «e satisfeito pela adesão de quatro pilotos femininos». Sandra Dias, detentora do primeiro lugar do pódio, explica que «isto é uma brincadeira, somos todos uma família». Todavia, a campeã comentou que está «feliz e que sempre que haja oportunidade volto a participar».

Abel Martins, primeiro classificado em tração traseira, afirmou que se sente «contente» e partilhou ser «a primeira vez» que corre «nesta modalidade». Contudo, «achei interessante» e «fico feliz porque tudo correu pelo melhor», rematou.

Redacção

 

loading...
Share.

Deixe Comentário