A Assembleia Municipal de Boticas aprovou por maioria, quarta-feira, dia 19 de dezembro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o Orçamento e as Grandes Opções do Plano da autarquia para o ano de 2019.

O valor global do orçamento previsto para o próximo ano é de mais de 11 milhões e meio de euros, sendo que mais de metade desse valor está destinado para a execução das Grandes Opções do Plano, setor onde se incluem o Plano Plurianual de Investimento e o Plano de Atividades Municipais, revela o município.

O autarca botiquense, Fernando Queiroga, acredita que com a aprovação do orçamento, será possível cumprir todas as metas estabelecidas pelo executivo municipal para o ano de 2019 e dar continuidade às políticas de investimento que têm vindo a ser implementadas pela autarquia.

“Continuamos empenhados e focados no desenvolvimento da nossa terra e no bem-estar das nossas populações. Queremos atrair mais e melhor investimento para o concelho, criar mais postos de trabalho, atrair e fixar população, nomeadamente os mais jovens”, referiu o responsável, destacando que “a coesão social e a promoção turística do concelho também são parte importante do orçamento”.

Fernando Queiroga referiu ainda que “as medidas e projetos previstos no orçamento têm por base a sustentabilidade financeira do município”.

A sessão de trabalhos contou ainda com a apreciação da informação relativa à atividade desenvolvida pela Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT), entidade que Fernando Queiroga presidiu durante o presente ano.

Essa análise foi realizada pelo primeiro secretário da CIMAT, Ramiro Gonçalves, que fez o balanço das ações desenvolvidas em 2018 e apresentou as linhas gerais de atividade, bem como algumas das estratégias de coesão territorial previstas para o próximo ano.

loading...
Share.

Deixe Comentário