No passado dia 27 de junho, a Assembleia Municipal de Boticas aprovou, por unanimidade, em sessão ordinária a atribuição de subsídios às dez juntas de freguesia do concelho.

Os cerca de 200 mil euros disponibilizados pela autarquia para as freguesias de Alturas do Barroso e Cerdedo, Ardãos e Bobadela, Beça, Boticas e Granja, Codessoso, Curros e Fiães do Tâmega, Covas do Barroso, Dornelas, Pinho, Sapiãos e Vilar e Viveiro serão canalizados, sobretudo, para a realização de obras importantes e prioritárias para as populações.

Fernando Queiroga, presidente da Câmara Municipal de Boticas, destacou o papel fundamental desempenhado pelas juntas de freguesia para com as populações, referindo que “são um importante elo de ligação entre os munícipes e o executivo, uma vez que estão em contacto permanente e sabem, à priori, quais as carências e anseios dos habitantes das aldeias”.

Nesta mesma sessão foi também aprovada a aceitação, para os anos 2019 e 2020, da transferência de competências em algumas áreas apresentadas pelo Governo, no âmbito do processo de descentralização.

“A autarquia aceita a transferência de competências relativas à Educação desde que sejam esclarecidos alguns aspetos relevantes expressos na proposta do Poder Central, designadamente os pressupostos financeiros relativos a esta área”, afirmou o autarca botiquense, acrescentando que “o valor/montante a ser transferido para o Município não é suficiente para fazer face a todos os encargos, daí a necessidade de um pedido de esclarecimento adicional”.

loading...
Share.

Deixe Comentário