A sessão técnica de apoio à atividade apícola contou com a presença do presidente da Câmara de Vila Pouca de Aguiar, Alberto Machado, e juntou muitos apicultores do concelho que obtiveram mais conhecimentos sobre a alimentação proteica das abelhas e práticas para minimizar os efeitos da vespa velutina.

Nesta sessão de apoio à atividade apícola, Vila Pouca de Aguiar recebeu Lurdes Soriano, especialista na área da alimentação das colónias de abelhas, e demonstrou que alimentar as abelhas com proteína é um processo mais lento, mas mais consistente no desenvolvimento da colmeia.

De seguida, Tiago Moreira da Apicave abordou técnicas, armadilhas e outras intervenções para mitigar a vespa velutina, que deverão ser aplicadas entre os meses de fevereiro e maio, e afirmou que o foco do apicultor tem de continuar a ser o respetivo apiário.

Segundo a autarquia, neste encontro, organizado pela associação Aguiarfloresta e pelo município, Alberto Machado aproveitou para anunciar um ciclo de palestras no setor da agricultura, designadamente sobre “fertilidade do solo e nutrição do castanheiro” no próximo dia 21 de março, e “cultivos de aveleira, nogueira e amendoeira” nos dias 3, 10 e 17 de abril, respetivamente.

loading...
Share.

Deixe Comentário