A Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF) organizou na segunda-feira, dia 27, uma webinar com especialistas americanos sobre “as ferramentas de apoio à decisão na prevenção e supressão de incêndios nos EUA”.

A formação, que contou com a participação de Alan Ager e Fermín Alcasena, dos Serviços Florestais Norte Americanos, pretendeu “reforçar a capacidade das instituições e dos seus técnicos para que possam decidir melhor quando investem em gestão de combustíveis”.

“Saber quando e onde prevenir é decisivo para aumentar a eficácia da despesa do combate e reduzir a exposição ao crescente perigo de incêndio”, refere a Agência.

Neste workshop gratuito, os cerca de uma centena e meia de participantes tiveram a oportunidade de contactar com “ferramentas que estimam a probabilidade de risco de incêndio rural quando se altera a ocupação do solo, o seu uso, a carga combustível, o padrão ou a frequência das ocorrências em diferentes cenários meteorológicos. Ou seja, estas ferramentas permitem medir (ex-ante) o efeito de diferentes alternativas, como medir em quanto é que o risco de incêndio se alterou quando um ou mais vizinhos limpam o terreno e como isso beneficia uma ou outra comunidade ou paisagem”.

Segundo Arlindo Santos, adjunto para o Conhecimento e Inovação da AGIF, “estas sessões de formação permitem adotar novas ferramentas de avaliação do risco de incêndio, através de simulações dinâmicas de base probabilística, tendo em vista apoiar as decisões estratégicas de planeamento de gestão de combustíveis”.

“Nesta fase, o principal objetivo é garantir a transferência de conhecimento entre os peritos internacionais e os nacionais para aplicar estas ferramentas de simulação”, adianta. “Este trabalho permite também estruturar a informação de base que, no futuro, irá alimentar estes sistemas”, refere ainda Arlindo Santos.

A iniciativa insere-se no Programa de Qualificação Interna da Agência, que tem estado a preparar uma equipa técnica que irá integrar o ICNF. Já este ano o programa de qualificação da AGIF conta com mais de 100 horas de formação em módulos como por exemplo Media Traininig, Comportamento do Fogo e Sistemas de Apoio à Decisão, passando ainda pela consolidação de conhecimentos em informação geográfica e meteorologia. Os meses de maio e junho continuarão este esforço de intensa atividade formativa, envolvendo cada vez mais entidades e técnicos.

A Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais tem como missão o planeamento, a coordenação estratégica e a avaliação do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais (SGIFR). Está no território atualmente com 12 núcleos sub-regionais e 51 colaboradores, abrangendo todo o território nacional e contribuindo com uma análise de proximidade, antecipação e planeamento de eventos complexos.

loading...
Share.

Deixe Comentário