Populações e autarcas mostram-se preocupados com o encerramento das extensões de saúde, desde março, devido à pandemia da covid-19, obrigando-os, muitas vezes, a percorrer vários quilómetros, e sem transportes públicos.

O presidente da Câmara de Valpaços, Amílcar Almeida, reuniu na segunda-feira, dia 22 de junho, com a diretora executiva do ACES do Alto Tâmega e Barroso, Laurentina Teixeira, e com os deputados do PSD, Luís Ramos e Cláudia Bento, acerca do funcionamento do Centro de Saúde de Valpaços e respetivas extensões.

O edil valpacense deu nota das preocupações das populações do concelho e respetivo desagrado pelo encerramento das extensões de saúde que muito dificultam o acesso desta população aos cuidados de saúde.

Na reunião, a diretora do ACES garantiu a abertura faseada e progressiva das extensões de saúde, aguardando apenas as orientações da ARS do Norte.

Contactada pela Lusa, a ARS Norte confirmou que as extensões de saúde da região estão a reabrir “paulatinamente” e desde que as condições assim o permitam, quer epidemiológicas e de segurança para profissionais e utentes e a afluência o justifique.

Depois da reunião na câmara de Valpaços, Cláudia Bento apontou outras preocupações que estão em cima da mesa como “a diminuição da capacidade de resposta em termos de saúde” durante o verão, devido às férias dos médicos e ao aumento previsto da população com o regresso dos emigrantes e a vinda de muitas pessoas do Litoral para o Interior.

loading...
Share.

Deixe Comentário