A abertura da fronteira que liga as localidades de Sendim, no concelho de Montalegre, e Baltar, em Espanha, tiveram um registo especial com a presença do vice-presidente da Câmara de Montalegre, David Teixeira, e o alcaide de Baltar, José António Feijó.

Durante o ato simbólico, David Teixeira, vice-presidente da Câmara de Montalegre, lembrou “a importância mas também a responsabilidade deste ato”. O momento refletiu um sentimento de “alegria porque sentimos as obrigações do confinamento” mas também “uma responsabilidade traduzida num desafio à consciência social de cada um e das entidades envolvidas na segurança dos dois lados da fronteira”, destacou à Rádio Montalegre.

Já o alcaide de Baltar, também entrevistado pela Rádio Montalegre, considerou que “durante este tempo sentimos os desafios das fronteiras do passado. Os dois municípios em conjunto reivindicaram continuamente a abertura desta ligação”. No entanto “é necessário que todos sejamos sensatos e responsáveis”.

As barreiras físicas que separavam Portugal e Espanha desde meados de março foram retiradas nas localidades de Sendim, Vilar de Perdizes, Santo André e Tourém.

Desde as 23:00 de terça-feira, estão reabertas as fronteiras de Portugal e Espanha, momento que será assinalado em Badajoz e Elvas, em cerimónias com a presença dos chefes de Estado e de Governo dos dois países.

Devido à pandemia de covid-19, por decisão conjunta, a fronteira luso-espanhola foi encerrada às 23:00 de 16 de março (00:00 de dia 17 em Espanha), com pontos de passagem exclusivamente destinados ao transporte de mercadorias e a trabalhadores transfronteiriços, e reabriu às 23:00 de terça-feira, (00:00 de hoje em Espanha).

loading...
Share.

Deixe Comentário