Os municípios do Alto Tâmega defendem uma estratégia comum para internacionalizar este território que integra os concelhos de Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar.

Através de organismos intermunicipais (AMAT e CIMAT), as autarquias objetivam uma “Estratégia de internacionalização e de abordagem a mercados com potencial para os produtos endógenos da região do Alto Tâmega” que será apresentada em Vila Pouca de Aguiar na quinta-feira, dia 8 de novembro, pelas 14h30, no auditório da Assembleia Municipal.

Neste encontro temático, que contará com a presença do autarca anfitrião, Alberto Machado, será apresentado o projeto INTAT, a recolha de informação sobre mercados, a análise de práticas internacionais e perspetivas empresariais e de linhas de apoio às empresas da região.

O programa de apoio à definição da estratégia de internacionalização e abordagem a mercados prioritários para os produtos endógenos da região do Alto Tâmega é uma operação apoiada pelo Programa Operacional Regional do Norte (Norte 2020).

 Programa

14h30 |Abertura – Alberto Machado, Presidente da Câmara de Vila Pouca de Aguiar

14h45 |Apresentação do projeto INTAT – Prof. Ramiro Gonçalves, CIMAT

15h05 |Informação sobre mercados – João Paulo Canle, C2G

15h35 |Análise de benchmarking a nível nacional e internacional – Representante ADRAT

16h05 |Coffee – break

16h20 |A Internacionalização empresarial no Alto Tâmega: Situação atual e perspetivas – Mauro Gonçalves, AIGRA

16h50 |Próximas linhas de Apoio às Empresas do Alto Tâmega – Representante ADRAT

17h30 |Encerramento –Alberto Machado, Presidente da Câmara de Vila Pouca de Aguiar

 

 

loading...
Share.

Deixe Comentário