Por estes dias, a cidade de Chaves é o centro das atenções para escritores, leitores e para apaixonados das artes e da música. A abertura oficial da quarta edição da Festa da Literatura aconteceu ontem, quinta-feira, na Universidade Sénior de Rotary de Chaves.

A sessão contou com a presença do presidente do Rotary Club de Chaves, Afonso Castro, do diretor executivo da Universidade Sénior, Hélder Pereira, e do presidente da Câmara de Chaves, Nuno Vaz. A cerimónia foi abrilhantada com um momento musical protagonizado pela CinquenTuna, seguindo-se a inauguração da exposição de arte “Desvios (con) Sentidos”, uma mostra composta por obras de vários artistas e cuja apresentação ficou a cargo de Dulce Claro, coordenadora de artes da escola. Ao nível da arte, foi ainda organizado um jogo de imagens e palavras em “Acontece Arte 2019”.
Relativamente aos temas debatidos, o primeiro dia foi dedicado ao movimento do neorrealismo nas artes plásticas, contando com a participação de Ângela Cardoso, Cármen Touza, Carneiro Rodrigues e Orlando Pompeu e a moderar Jorge Melo. A música voltou-se a ouvir na Universidade Sénior com a atuação do Grupo Júnior da Banda da Casa de Cultura Popular de Outeiro Seco, assim como a poesia com o grupo da Universidade Sénior. O último debate foi sobre Sophia de Mello Breyner Andresen e o seu amor pelo mar.
Hoje, sexta-feira, a Festa da Literatura vai andar pela cidade, nas escolas e também na Biblioteca Municipal para apresentação de livros, continuando a partir das 21h30 nas instalações da universidade com as tertúlias.
Até sábado à noite, a Festa da Literatura faz-se em Chaves, com uma programação vasta, e a entrada é gratuita.
loading...
Share.

Deixe Comentário