Nos primeiros dois fins de semana de novembro realiza-se a primeira edição do “Festival de Teatro de Montalegre”. Um evento que promete ser uma referência cultural do concelho numa “geografia aberta” que irá ter cinco companhias de teatro. O festival acontece nos dias 3, 4, 9, 10 e 11 de novembro sempre a partir das 21h30.

A iniciativa, patrocinada pelo município de Montalegre, terá na coordenação o dramaturgo barrosão Abel Neves.

De acordo com os responsáveis pela organização, o evento pretende “ser mais do que uma simples mostra de teatro”.

Neste contexto, a partir do próximo sábado, dia 3, estreia a peça “Memórias Partilhadas”, pelo Teatro de Montemuro, no dia seguinte é a vez de “O auto dos físicos”, da companhia “A Escola da Noite”, subir ao palco. Já no dia 9 destaque para a peça de teatro “Justiça” da Companhia de Teatro de Braga e dia 10 destaque para o espetáculo “1936, o ano da morte de Ricardo Reis” do grupo de atores de “A Barraca”. O festival termina no dia 11 com apresentação da peça “Auto da criação do mundo” do Centro Dramático de Évora (CENDREV).

Será também inaugurada no Ecomuseu de Barroso uma exposição de máscaras da autoria do artista plástico e ator António Jorge que estará aberta ao público durante o mês de novembro.

Em simultâneo com o ciclo de teatro irá decorrer a iniciativa “Sinais” que pretende por os responsáveis pelos espetáculos e o público a falarem sobre teatro. As conversas acontecem no auditório da biblioteca municipal, pelas 18h, nos dias em que decorre a mostra.

“São conversas em volta do teatro, convocando esta antiga arte do Mundo à nossa contemporaneidade, noticiando os espetáculos e estimulando o gosto pelo conhecimento teatral, e o mais que o diálogo é capaz de fazer viver”, adianta a organização.

loading...
Share.

Deixe Comentário