Este é o primeiro de três eventos tecnológicos previstos para a cidade de Chaves e que engloba os cinco mil alunos das escolas públicas e privadas do concelho.

A partir da próxima semana, de 29 de abril a 3 de maio, Chaves será uma verdadeira cidade do futuro onde os mais pequenos, mas também os graúdos, vão poder interagir com as mais recentes tecnologias e perceber o funcionamento dos mais diversos gadgets, ferramentas indispensáveis para o dia-a-dia das pessoas.

Este grande fórum tecnológico contará com conferências científicas, atividades de ciência viva, gaming em ambientes de aprendizagem, realidade aumentada, robótica, drones, hologramas e variados sistemas de interação tecnológica que permitem captar a atenção das crianças e jovens que vão passar, ao longo dos cinco dias, pelo Pavilhão Expoflávia.

A Sharkcoders, escola de programação de jogos e robótica presente no mercado há quase dois anos, será a responsável por fazer as demonstrações e por colocar desafios aos mais pequenos.

“Nós ensinamos aquilo que é o novo inglês, ou seja, a literacia do futuro, permitindo que os miúdos em vez de jogarem o jogo desenvolvam o próprio jogo ou costumizem o próprio robot em vez de brincarem só com ele”, referiu Andreas Vilela na terça-feira, dia 23, em conferência de imprensa realizada na sala multiusos do Centro Cultural.

O desenvolvimento do raciocínio lógico, a resolução de problemas, com ligação à matemática e ao inglês, a promoção da criatividade e do trabalho em equipa são algumas das competências desenvolvidas pelas crianças neste sistema educativo

O responsável afirma que o feedback dos mais pequenos tem sido bastante positivo. O maior desafio, para já, tem sido chegar aos pais dessas crianças que acham que “os filhos vão estar mais tempo a jogar nos tablets”, mas na realidade “eles vão estar a desenvolver competências”.

Em Chaves, a Porto Editora irá também desenvolver uma palestra sobre a evolução tecnológica na educação, a Famasete abordará a influência da tecnologia na sociedade moderna e a RTP Ensina terá programas interativos sobre as novas tecnologias.

“Este é um desafio muito interessante. As crianças terão a oportunidade de experimentar coisas que veem na televisão, mas que se calhar nunca experimentaram, como realidade virtual, óculos vr e outras tecnologias que estarão em exposição”, disse Marco Monteiro, da empresa de eventos Wee.

Evento é dedicado sobretudo às crianças e jovens, mas os adultos são também convidados a participar.

No dia 1 de maio, Dia do Trabalhador e feriado mundial, o pavilhão estará de portas abertas e será também o dia em que se prevê maior afluência por parte das famílias.

Destaque ainda para o último dia do certame. O humorista Eduardo Madeira encerrarará a feira tecnológica. O espetáculo, que conta também com a atuação da Academia de Música e Ballet Mozart, acontece a partir das 22h e é grátis.

No Pavilhão Expoflávia estarão igualmente representadas várias entidades formativas da cidade, como é o caso dos agrupamentos escolares, da Escola Superior de Enfermagem Dr. José Timóteo Montalvão Machado, da Escola Profissional de Chaves, do Centro de Formação Profissional de Chaves, da ACISAT e da ADRAT. O Instituto Politécnico de Bragança e Leiria e outras instituições universitárias irão também marcar presença em Chaves.

“A Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega entendeu que a formação é um elemento chave para o nosso desenvolvimento territorial”, sublinhou o vice-presidente da autarquia flaviense, na conferência com os jornalistas e equipa técnica de educação do município.

Neste contexto, combater o abandono e o insucesso escolar passou a ser uma das bandeiras dos concelhos pertencentes ao Alto Tâmega e, na opinião de Francisco Melo, esta é uma das ações que promove a motivação dos alunos para a aprendizagem escolar.

“A atividade escolar de muitas vezes é desligada da realidade, das empresas, do mundo do trabalho (…) Este fórum permite dar a conhecer aquilo que se vai fazendo na área tecnológica, que será daqui a uns anos o foco das profissões melhor remuneradas”.

O responsável acredita assim que é importante começar desde cedo a trabalhar estas ferramentas para que no futuro as crianças e jovens de hoje estejam perfeitamente inseridos nas sociedades futuras.

Esta mostra tecnológica integra o Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar (PIICIE), na sequência de uma candidatura apresentada ao Programa Operacional Regional do Norte (Norte 2020).

Cátia Portela

PROGRAMA
29 de abril
14h30 – Palestra – O meu futuro na tecnologia
15h – Seminário – Jogos violentos e a influência dos média
16h – Demonstração de robótica – Drones
17h30 – Encerramento

30 de abril
10h – Workshop
11h – Seminário – Tecnologia/transmutação da educação
12h – Apresentação Younyk – A rede social à tua medida
14h30 – Oficinas de trabalho – Epaarqueologia
15h – Demonstração – Como hackear um servidor
16h – Seminário – O portal ensina na tua educação
17h30 – Encerramento

1 maio
10h – Workshop
11h – Esports games
14h30 – Seminário –Tecnologia como ferramenta de integração de crianças com necessidades educativas especiais
15h30 – Concurso Sharkcoders – Cria a tua app
16h – Seminário – Evolução tecnológica e o impacto nos jovens – Conversa com os pais
18h – Encerramento

2 de maio
11h – Seminário – Evolução tecnológica na formação e educação dos jovens – autarcas do Alto Tâmega
12h – Palestra – À descoberta do verdadeiro eu
14h30 – Demonstração de robótica – Como criar o teu robot
15h – Seminário – projeto passa Portugal (para professores do 1º ciclo)
16h – Palestra – O gaming no ensino
17h – Encerramento

3 de maio
10h30 – Seminário – Cyberbullyng + cibercrime (Dr. Francisco Machado – PJ)
12h – Palestra – A voz da evolução regional (Jornal A Voz de Trás os Montes)
14h30 – Demonstração do exército português
15h – Seminário – A tecnologia dos armamentos (Exército)
16h – Entrega do prémio. Cria a tua app
21h15 – Espetáculo de Dança e Música (Academia de Música e Ballet Mozart)
22h – Espetáculo stand up comedy (Eduardo Madeira)

loading...
Share.

Deixe Comentário