A Junta de Freguesia de Santa Maria Maior traz à cidade flaviense mais um épico episódio da Lenda da Moura. O espetáculo multimédia está agendado para sábado, dia 27 de julho, pelas 22h, no Largo General Silveira, em Chaves.

Em 2018, no âmbito do projeto “Ligações virtuosas no Centro Histórico de Chaves”, promovido pela Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, a representação da “Lenda da Moura” na Ponte Romana, recorrendo a tecnologia de videomapping, brindou Chaves com uma noite de brilho e emoção nunca antes vista por estas terras.

Este ano, no dia 27 de julho, decorrerá a segunda edição deste espetáculo multimédia que “nos fará viajar no tempo, por entre o mar de Letras que compõem os livros e textos da Biblioteca de Chaves”, referiu Hugo Silva, presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior.

Se a primeira edição teve como “pano de fundo a Ponte Romana”, este ano, “vamos projetar o videomapping num dos edifícios mais marcantes da cidade, a Biblioteca Municipal de Chaves, sita no Largo General Silveira. Recorrendo à memória digital de uma Biblioteca cheia de histórias e lendas, vamos encontrar o fantástico episódio da Lenda da Moura da Ponte, num misto de Bailado acrobático que promete arrebatar todos os flavienses”.

Além da tecnologia de videomapping, este espetáculo “contará efeitos pirotécnicos, dança acrobática, iluminação e efeitos especiais que surpreenderão toda a população”, ressaltou Hugo Silva, acrescentando que “teremos ainda colocado um ecrã noutro local distinto da cidade com a transmissão do espetáculo para que mais pessoas possam ver o espetáculo em diferentes pontos da cidade”.

Momento da representação da “Lenda da Moura” em 2018, na Ponte Romana

Estes espetáculos multimédia com componentes inovadoras “têm, acima de tudo, para nós o intuito de colocar Chaves no mapa dos eventos culturais a nível nacional. O espetáculo do ano passado, e também o que temos pensado para este ano, são espetáculos que não deixam nada a desejar a outros de peso nacional”, concluiu.

loading...
Share.

Deixe Comentário