A 12ª sessão da Comunidade de Leitores da Rede Casas do Conhecimento, desta vez dedicada ao livro “Planalto de Gostofrio” de Bento da Cruz, acontece na próxima quarta-feira, dia 21.

A Comunidade de Leitores da Rede Casas do Conhecimento está de regresso com novas sugestões de leitura e mais encontros marcados. Há semelhança das edições anteriores, o programa da terceira edição promove a leitura de seis obras (literárias e não-literárias, de autores nacionais e internacionais) do Ensaio ao Romance, procurando, refere a organização, ir ao encontro de um público heterogéneo, despertando interesses e promovendo a partilha de conhecimentos diversos.

 Os encontros mensais continuam a ser realizados todas as terceiras quartas-feiras de cada mês, das 17h30 às 19h. Enquanto as questões de distanciamento físico forem aconselhadas pela Direção-Geral de Saúde, os encontros far-se-ão apenas online, recorrendo à plataforma Colibri-Zoom.

A sessão será dinamizada pela vereadora da Educação do município de Montalegre, Fátima Fernandes.

Recordar que a Comunidade de Leitores da Rede Casas do Conhecimento é uma iniciativa organizada pela Casa do Conhecimento e os Serviços de Documentação da Universidade do Minho, em colaboração com as Casas do Conhecimento dos municípios de Boticas, Montalegre, Paredes de Coura e Vila Verde.

As inscrições podem ser efetuadas a partir do site oficial da autarquia de Montalegre.

“Planalto de Gostofrio”

“Bento da Cruz criou em Planalto de Gostofrio uma inviolável história de amor que é uma autêntica écloga em prosa vivida por António, zagal de vacas, e sua prima Carolina, pastora de gadinho. Este idílio infantil não encerra, porém, todo o livro, porquanto a par dele acontecem outras histórias. Uma delas é a da Família dos Marinheiros: quantos são, como vivem, o que fazem; trabalhos agrícolas, dificuldades económicas, matança dos porcos, idas à missa e à feira, horas tristes, horas alegres. Outra é a do Povo de Gostofrio: organizações comunitárias, rivalidades entre vizinhos, zaragatas com aldeias limítrofes, a vezeira, a chega do boi, os incêndios, os bailes, a má língua. Ainda a da Região de Barroso na década de trinta. Planalto de Gostofrio é no seu conjunto, um livro solar, um cântico de alegria e ação de graças ao Criador dos pássaros e das rosas”.

 

loading...
Share.

Deixe Comentário