A vila termal de Pedras Salgadas é o local escolhido para o ato formal da criação da Federação Portuguesa do Caminho de Santiago.

Ana Rita Dias, vice-presidente do município de Vila Pouca de Aguiar, sublinhou o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido nos últimos três anos pela autarquia aguiarense, que está a liderar o processo de criação da instituição portuguesa e que já une meia centena de entidades em território nacional que atuam nas vias históricas de peregrinação a Santiago de Compostela.

Esta terça-feira, dia 12, dezenas de representantes de municípios, entidades religiosas, associações de peregrinos e universidades reuniram para planear a estreia oficial da federação, que incluirá atividades culturais, artísticas e académicas à volta da temática jacobeia, adianta no seu site a autarquia.

A Federação Portuguesa do Caminho de Santiago visa revitalizar, promover, estudar e dinamizar as variantes do Caminho Português de Santiago como importantes vias de peregrinação a Santiago de Compostela, recuperando, preservando e promovendo também o património histórico-cultural e religioso associado ao caminho, a interculturalidade dos povos e impulsionando o desenvolvimento económico, social e ambiental das regiões atravessadas.

loading...
Share.

Deixe Comentário