Entre os dias 13 e 19 de agosto, a GNR vai estar nas estradas a fiscalizar os condutores com excesso de velocidade com o objetivo de “promover comportamentos mais seguros por parte dos condutores e a diminuição da sinistralidade rodoviária grave”, anunciou a força militar.

O excesso de velocidade continua a constituir em Portugal uma das principais causas da sinistralidade rodoviária grave, seja pela diminuição do tempo de reação do condutor para fazer face a um imprevisto, ou pelo agravamento das suas consequências em resultado da maior violência do embate. Quando a velocidade duplica, a distância de travagem quadruplica e, em caso de acidente, a probabilidade de resultarem vítimas mortais ou feridos graves aumenta de oito a 16 vezes.

A GNR, relativamente à prevenção da sinistralidade rodoviária, no ano de 2019 e no primeiro semestre deste ano, controlou a velocidade de mais de dez milhões de veículos, dos quais 227 443 circulavam em excesso.

Na operação “Viajar sem Pressa”, que arranca amanhã, quinta-feira, serão empenhados militares dos Destacamentos de Trânsito dos Comandos Territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito.

loading...
Share.

Deixe Comentário