No próximo fim-de-semana, de 27 a 30 de Janeiro, Montalegre volta a ser a vila “Rainha do Fumeiro” e promete atrair milhares de fiéis do “S. João das Chouriças”. Este ano, 89 produtores de fumeiro esperam atrair, pelo menos, o mesmo número de visitantes registados na edição anterior: 70 mil.

Um Pavilhão Multiusos mais bonito e muita animação com concertinas, gaiteiros, cantares ao desafio e fados é o que promete a Feira do Fumeiro e Presunto de Barroso no próximo fim-de-semana, entre 27 e 30 de Janeiro, e que este ano comemora 20 anos de existência. Como é habitual, a atracção principal serão os stands de venda produtos regionais do Barroso, que este ano conta com 89 produtores de chouriças, salpicões, alheiras, presunto, morcela e muito mais sabores para os paladares mais exigentes.

Esta semana, o cartaz do certame foi apresentado publicamente no Porto e em Braga. A abertura oficial da Feira do Fumeiro está marcada para a próxima quinta-feira, 27 de Janeiro, pelas 16 horas, com as actuações das Concertinas de Ormeche e dos Gaiteiros de Pitões das Júnias. À noite, a animação das tasquinhas, outra grande atracção da feira, será assegurada pelos Corajosos de Salto.

Com um orçamento de mais de 80 mil euros, “não é um investimento grande que vamos fazer, mas vamos caracterizar a Feira dentro da própria feira para ser mais atractiva e lhe dar um ar de modernidade”, garantiu à Voz de Chaves Fernando Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Montalegre. Este ano, pela primeira vez, a autarquia decidiu não cobrar qualquer valor pelos espaços ocupados pelos produtores locais no Pavilhão Multiusos da exposição.

Este ano, a animação da Feira do Fumeiro não difere muito do ano anterior, contando, uma vez mais, com a presença de grupos locais. Na sexta-feira, a música será assegurada pelos Rapazões da Venda Nova, Som de Bordão, Cantares ao Desafio por Adão Moura e Nuno, além do Grupo de Fados de Mondim de Bastos. No sábado, sobem ao palco Amigos de Sobreposta, Rui Venda Nova, Som de Bordão e Banda de Parafita.

Durante a tarde, a RTP irá transmitir em directo o “Programa das Festas”, emissão que dá a conhecer as romarias do país. A animação nas tasquinhas continua noite dentro com os cantares ao desafio com Delfim dos Arcos. No Domingo, a animação ficará por conta do IPUM – Percussão Universidade do Minho, Amigos de Sobreposta e Gaiteiros de Miranda. Pelas 15 horas, haverá a tradicional Chega de bois, na Ponte da Pedra, em Montalegre.

Feira do Fumeiro de Montalegre em números
Em 1992, ano em que nasceu a Feira do Fumeiro e do Presunto de Barroso, o número de produtores registados foram 35. Nesse ano, venderam-se 1226 quilos de fumeiro e o certame recebeu 2 mil visitantes. No ano 2000, os produtores já eram 140 e foram vendidos 40 mil quilos de fumeiro a 50 mil visitantes. Nesse ano, 741 animais foram carimbados, um acto que apenas passou a ser feito desde a edição anterior, em 1999. Em 2010, os produtores já não eram tantos como os anos de glória anteriores. A organização registou 69, que venderam 47.500 quilos e geraram 970 mil euros de volume de negócios, apenas nos dias da feira. No ano passado, o certame foi visitado por 70 mil pessoas. No final dessa edição, ficou determinado que a Feira do Fumeiro deste ano receberia só produtores e explorações licenciadas.

Sandra Pereira

loading...
Share.

Deixe Comentário