A deslocação do Desportivo de Chaves aos Açores para defrontar o Santa Clara para a 4ª eliminatória da Taça de Portugal é mais do que um jogo da prova rainha do futebol português, pois significa o reencontro dos flavienses com caras conhecidas. A partida é este domingo, dia 19 de novembro, às 16 horas.

A começar pelo treinador, Carlos Pinto já orientou o Desportivo de Chaves, em 2014/2015, além de ter jogado na equipa transmontana, curiosamente na época onde o Chaves chegou à final da Taça de Portugal, em 2010.
Mas no plantel do Santa Clara está mesmo um avançado que marcou nessa final. Clemente continua a fazer golos aos 34 anos e vai reencontrar os flavienses.
Ainda na equipa açoriana estão João Reis e o flaviense Vítor Alves, que também já passaram pelo Desportivo de Chaves.

Calendário apertado
Os transmontanos vêm o calendário apertar nas próximas duas semanas, pois a deslocação aos Açores irá obrigar a regressar apenas segunda-feira, e o Chaves visita depois o Belenenses, na sexta-feira, para a Liga, o que irá envolver a viagem à capital.
Apesar dos esforços dos responsáveis flavienses para antecipar o jogo da prova rainha do futebol português com o Santa Clara, não foi possível chegar a acordo.

Limitações mantêm-se no plantel
Luís Castro continua com várias dúvidas no plantel, devido a problemas físicos. Já a fazerem recuperação no relvado, o central Nuno André Coelho e o avançado Jordan continuam limitados, assim como o guarda-redes Ricardo, o lateral Djavan, o médio Filipe Melo, o médio Tiago Galvão e o avançado William, que têm feito apenas tratamento e não contam para o técnico.
De regresso aos trabalhos e às opções estão os jogadores que estiveram ao serviço das seleções. Hamdou (Líbia), Jorginho (Guiné-Bissau) e Márcio (Cabo-Verde) regressaram e treinaram sem limitações.

Diogo Caldas

Share.

Deixe Comentário