O piloto flaviense, Nuno Pinto, garantiu na passada quinta-feira o Campeonato Galego de Supermoto, troféu conquistado pelo segundo ano consecutivo.

“Foi um bom campeonato. Ao contrário do nacional em Portugal, não houveram nem avarias, nem quedas, e por isso pude estar na luta até ao fim”, contou o transmontano após a última etapa, que se realizou em Forcarei, Pontevedra, em Espanha.
Na primeira prova, em A Pastoriza, Nuno Pinto venceu as duas mangas, e apesar de ter falhado a segunda etapa, novamente em A Pastoriza, o flaviense ficou na frente para prova decisiva, onde o segundo lugar lhe garantiu o troféu.
Satisfeito com mais uma conquista para o currículo, Nuno Pinto explica que é “sempre bom, quer a nível pessoal, quer para a carreira, continuar a ganhar campeonatos”.
Na última etapa do Campeonato Galego de Supermoto, um segundo lugar bastava para o flaviense vencer. A apesar de ter arrancado as duas mangas na frente, Nuno Pinto acabou por terminar as duas corridas no segundo posto, atrás de Diego Maravilhas, que lutava pela prova, o que lhe garantiu o campeonato.

Diogo Caldas

Share.

Deixe Comentário