Proporcionar uma tarde de animação, num espaço habitualmente não frequentado por esta faixa etária, foi o objetivo do Baile de Máscaras na Discoteca. A iniciativa juntou utentes dos diversos equipamentos sociais da Santa Casa da Misericórdia de Chaves.

Laura Pereira é a primeira vez que participa nas atividades de animação socioculturais promovidas pela instituição particular de solidariedade social, uma vez que só há duas semanas está integrada na instituição, mais propriamente residente no Lar de Santa Isabel, em Vilar de Nantes. De acordo com a filha, Flávia Nascimento, que apesar de residir em França e a passar uns dias em Portugal, não quis deixar de acompanhar a mãe na sua primeira saída institucional. A experiência “é animada e de enaltecer”, disse, porque “é importante para eles manterem-se ocupados e animados e fico feliz em saber que ela está bem e satisfeita”. Disfarçada de boneca, a mãe, de 79 anos, diz que é a primeira vez que festeja o Carnaval numa discoteca. “Algum dia pensei com esta idade andar mascarada na discoteca”, afirmou, sorrindo, Laura Pereira.

Os tempos mudaram e o peso da idade vai limitando os movimentos, mesmo assim, a maioria dos idosos não perdeu a oportunidade de dar um pezinho de dança e de brincar ao Carnaval.
Vestidos a rigor, cerca de uma centena de utentes da Misericórdia de Chaves fantasiados com disfarces que, juntamente com a equipa de animação sociocultural, elaboraram com os mais diversos materiais, bailaram e divertiram-se ao som da música popular portuguesa.

Ana Freitas, prestes a completar 90 anos, destacou-se pelo penteado radical que suscitou nos restantes utentes uma enorme curiosidade e atração fotográfica. “Isto é muito alegre e divertido. Sempre gostei de bailes porque eu sou uma pessoa alegre”, adiantou a octogenária, entre uma e outra dança, acrescentando, “no meu tempo faziam-se bailaricos ao toque do realejo”.

Não há idade para brincar ao Carnaval

O Baile de Máscaras, integrado no Programa de Animação Sociocultural da instituição pretende proporcionar aos seniores uma tarde diferente em que não falte animação, fantasia e muito baile carnavalesco, demonstrando que não há idade para brincar ao Carnaval.

A atividade contou com a colaboração do proprietário do espaço de diversão noturna “Biblioteca Bar” que cedeu o espaço, as bebidas e os colaboradores para uma matiné carnavalesca.
Os utentes do Lar Nossa Senhora da Conceição, em Vidago, cumpriram a tradição, participando ainda no passado dia 26, numa atividade interinstitucional, o cortejo carnavalesco pelas ruas da vila de Vidago organizado pela Casa de Cultura de Vidago.

Também a população infantil da Misericórdia de Chaves marcou presença no desfile de Carnaval do Município de Chaves. No passado dia 25, os pequenos foliões da Creche e Jardim de Infância de Casas dos Montes, inspirados pelo tema “Contos Infantis”, participaram a preceito, retratando “Os 101 Dálmatas”.

Sandra Gonçalves

Share.

Deixe Comentário