O vice-presidente da Câmara de Ribeira de Pena, Luís Ferreira, assinou, no dia 4 de maio, em Fornos de Algodres, o protocolo para a formação de uma Equipa de Intervenção Permanente (EIP) no concelho de Ribeira de Pena.

A assinatura deste protocolo, que vincula o município de Ribeira de Pena, a Autoridade Nacional de Proteção Civil e a Associação dos Bombeiros Voluntários de Ribeira de Pena, tem como objetivo melhorar a eficiência da proteção civil e as condições de prevenção e socorro, através do reforço da capacidade operacional.

Uma EIP é constituída por cinco bombeiros que têm como missão assegurar o socorro às populações, designadamente, no combate a incêndios, inundações, e em todo o tipo de acidentes e catástrofes. Os custos decorrentes da remuneração dos elementos da EIP vão ser comparticipados em partes iguais pelo município de Ribeira de Pena e pela ANPC.

Na cerimónia estiveram presentes o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, o secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, o presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Carlos Nunes, e o presidente da Câmara de Ribeira de Pena, João Noronha.

A existência de uma EIP no concelho de Ribeira de Pena vai permitir uma melhoria significativa na prontidão e capacidade de dar resposta às diversas emergências. Apesar deste sinal positivo, o atual executivo municipal, pretende ir mais além nesta matéria, e vai continuar a envidar esforços no sentido da criação de uma equipa de intervenção permanente no Corpo de Bombeiros de Cerva, com vista a prestar um melhor apoio à população.

 

 

loading...
Share.

Deixe Comentário