Um homem de 58 anos residente em Segirei, São Vicente da Raia, Chaves, foi surpreendido, no passado dia 10 de março, pela Guardia Civil de Tráfico de Verín enquanto conduzia com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei e com carta de condução falsa.

Uma patrulha do Destacamento de Tráfico da Guardia Civil de Verín realizava um serviço preventivo para a verificação de álcool e drogas no quilómetro 20 da estrada OU-310, em Vilardevós, quando mandou parar um veículo de matrícula portuguesa.

Uma vez que o indivíduo evidenciava sintomas significativos de estar sob a influência de bebidas alcoólicas, os militares efetuaram duas provas de álcool, a primeira das quais com resultado de 0.85 Mg/l. e a segunda de 0.82 Mg/l.

A Guardia Civil pediu ao homem de 58 anos que lhes mostrasse a sua carta de condução, que levantou algumas suspeitas à força militar, pelo qual realizaram uma consulta através do Centro de Cooperação Policial Aduaneira de Túi (Pontevedra), e descobriram que o indivíduo não tinha permissão para conduzir em Portugal, logo, a carta de condução exibida era falsificada.
O homem foi presente a tribunal no passado dia 15.

Share.

Deixe Comentário