A organização da Feira do Fumeiro de Montalegre reuniu mais uma vez com os produtores num encontro já habitual que serve para fazer o balanço da anterior edição e preparar já a próxima, uma vez que os produtores têm de começar a inscrever os animais para o certame.

Segundo Orlando Alves, presidente da Câmara Municipal de Montalegre, esta foi “a habitual reunião de balanço de ponderação daquilo que de bom e mau aconteceu”, mas, também, “de preparação para a próxima edição que tem de ser sempre melhor que a anterior”.

Boaventura Moura, presidente da Associação de Produtores de Fumeiro da Terra Fria Barrosã, partilha da mesma opinião do autarca montalegrense, mas acrescenta que “[é lamentável] o facto de gente da terra estar constantemente a denegrir a imagem de um certame que, de ano para ano, apresenta um sucesso superior”.

Na edição de 2019 da Rainha do Fumeiro a identificação dos animais passará por tatuá-los ao invés de serem utilizados os habituais brincos.

loading...
Share.

Deixe Comentário