Margarida Carvalho é de Chaves e foi selecionada para participar na final do Youth America Grand Prix, em Nova Iorque, uma das mais importantes competições de dança a nível mundial.

A prova, que acontece já no mês de abril, irá reunir os melhores bailarinos de todo o mundo e os professores das melhores escolas de dança. Para a bailarina o objetivo passa por representar “o melhor possível o seu país e a sua cidade” e arrecadar uma boa qualificação: “Chegar ao pódio iria ser fenomenal, mas temos de ter os pés bem assentes na terra e sabemos que vamos competir com grandes nomes e grandes escolas”.
Atualmente, Margarida Carvalho está a viver em Braga e é na escola Ent’Artes que estuda dança.

Entretanto, a bailarina, juntamente com um grupo de amigos e a produtora Indieror, organizou, em Chaves, um espetáculo cuja bilheteira reverteu na totalidade para cobrir as despesas da sua ida a Nova Iorque.
“Fizemos um espetáculo musical e no final de março vamos repetir. É uma despesa muito grande e através destes espetáculos tenho tentado cobrir essa despesa e, ao mesmo tempo, é também uma forma de presentear as pessoas com outra arte que eu adoro”, sublinhou.

A jovem diz que o apoio dos flavienses tem sido fundamental e que “tem sido ótimo sentir que as pessoas reconhecem o meu trabalho e que estão orgulhosas de tudo que eu tenho conquistado até agora”.
Prova disso foi a adesão do público flaviense aos dois espetáculos realizados em janeiro, onde Margarida conseguiu juntar metade do valor necessário para ir até aos Estados Unidos e poder assim continuar a seguir o seu sonho.

Margarida Carvalho é uma inspiração para os mais pequenos

A jovem flaviense começou a dar os primeiros passos no mundo da dança com apenas quatro anos. Influenciada pela irmã mais velha, que frequentava aulas de ballet, a flaviense começou a ter aulas na Academia de Música e Ballet Mozart uma vez por semana.

Margarida conta que inicialmente a dança era só mais um hobby e que nunca encarou a atividade como algo muito sério. À medida que os anos iam passando a evolução da jovem flaviense ia sendo cada vez mais notória. Aos 14 anos a sua professora decidiu convidá-la a ir para Braga para que pudesse dedicar mais tempo à dança e tornar-se numa boa bailarina.

Margarida Carvalho decidiu aceitar a proposta até porque tinha uma enorme vontade de aprender cada vez mais sobre a dança e também porque se considera uma pessoa de desafios.
“Às vezes temos de sair da caixa e eu sabia que tinha potencial. Eu queria que me desafiassem e esta decisão não foi só uma vontade da minha professora e dos meus pais, acima de tudo foi uma vontade minha, de ir para fora para trabalhar e descobrir coisas novas”.

Já em Braga, a jovem participou em várias competições de dança e conseguiu alcançar por diversas vezes o primeiro lugar do pódio.
Hoje, com 17 anos, Margarida divide-se entre as aulas de ballet, de dança contemporânea, de jazz, pilates, condicionamento físico e os estudos do 12º ano.

Futuramente, quer dedicar-se por inteiro à dança contemporânea para poder ingressar numa companhia de dança e quem sabe, mais tarde, estudar teatro musical que é outra das áreas que a preenche mais.
Com apenas dez anos fez a sua primeira audição para um musical na Academia de Artes de Chaves e conseguiu o papel para uma das personagens principais. Depois disso começou a estudar canto lírico, atividade que ainda hoje mantém, e também estudou teatro.

É assim no mundo das artes que a flaviense se sente bem e onde quer continuar.
Apesar da grande visibilidade que tem tido nos últimos tempos devido à sua participação no Grande Prémio Youth America, Margarida Carvalho afirma que continua a ser a mesma pessoa de sempre e que esta experiência tem sido muito boa.

“Eu adoro que as pessoas venham ter comigo, especialmente os pequeninos onde eu noto que já sou uma inspiração. É ótimo poder passar algum do meu conhecimento porque esse sempre foi um dos meus objetivos, poder ajudar os outros da mesma forma como me têm ajudado”, sublinhou.

Entretanto, e enquanto espera pelo grande dia em que irá brilhar no palco do YAGP, Margarida vai continuar a trabalhar e a participar em outras competições de dança, como é o caso das semifinais da Taça do Mundo de Dança (Dance World Cup) que decorrem na Figueira da Foz, entre os dias 25 e 28 de fevereiro. Recentemente foi convidada pela NOS para dar voz a uma das personagens do filme de animação Bailarina que irá estrear no próximo mês de abril.

Cátia Portela

Share.

Deixe Comentário