O Desportivo de Chaves visita este domingo, dia 22 de outubro, às 20h15, o terreno do Sporting CP, para a 9ª jornada da Liga.

Após a pausa para as seleções, e para a Taça de Portugal, o regresso do campeonato faz-se com o jogo em casa de um candidato ao título.
O técnico dos flavienses, Luís Castro, ainda não sabe com quem pode contar, tendo vários lesionados no plantel, sendo que alguns podem recuperar a tempo de dar o seu contributo em Lisboa.
Djavan, Nuno André Coelho, Davidson, William, Rúben Ferreira e Tiago Galvão estão lesionados, e em dúvida, enquanto Matheus Pereira e Domingos Duarte são baixas, pois pertencem ao Sporting, estando emprestados aos flavienses.
Autocarros para Lisboa
O clube transmontano está a organizar autocarros para os adeptos que pretendam acompanhar a equipa na deslocação ao Sporting.
Viagem mais bilhete para a partida tem um custo de 40 euros. Já apenas o bilhete por ser adquirido por 13 euros.

“Podemos ganhar em Alvalade tal como em todos os campos”

O avançado do Desportivo de Chaves, William, até está em dúvida para a partida com o Sporting, no próximo domingo, mas caso recupere pode ser uma arma importante para Luís Castro.

Na temporada passada, na última jornada da Liga, o brasileiro fez o único golo dos flavienses na visita a Alvalade, e, por isso, já sabe o que é marcar aos leões: “É verdade, tenho uma boa recordação de Alvalade, apesar do mau resultado que tivemos [derrota por 4-1]. Espero repetir”.
“Não só em Alvalade, como em todos os jogos, pensamos sempre em ganhar. Vamos jogar a Lisboa focados nisso, e, se Deus quiser, vamos conseguir a vitória”, atira.

“Apenas trabalho para que surjam as oportunidades”
Em nove partidas esta temporada, William já fez quatro golos, os mesmos que em 28 jogos oficiais na época de estreia no futebol português. Ainda assim, o avançado encara isso como natural e diz até que trocava os golos por mais vitórias.
“Os golos são frutos do trabalho, mas de toda a equipa. Não há nenhum segredo, é apenas trabalhar e esperar pelas oportunidades e aproveita-las”, entende.
O Desportivo de Chaves está a fazer uma época de trás para a frente, depois de um mau arranque, que William assegura já ter terminado: “estamos a dar a volta. Sabíamos desde o início da época que podíamos fazer um excelente campeonato, que vínhamos a trabalhar muito bem. Claro que não começou da maneira que queríamos, mas começámos a dar a volta por cima, à procura dos resultados. Vamos trabalhando com serenidade e as vitórias vão aparecer”.

Diogo Caldas

Share.

Deixe Comentário