Nos dias 9 e 10 de março realiza-se o II Simpósio sobre Judaísmo. Esta iniciativa é uma organização conjunta do Rotary Club de Chaves, do CEJAT – Centro de Estudos Judaicos do Alto Tâmega, e dos Municípios de Chaves e Valpaços.

O II Simpósio sobre Judaísmo foi apresentado na passada sexta-feira, dia 2 de março, em conferência de imprensa no salão nobre da Associação Rotary Club de Chaves e contou com a presença de Fernando Nogueira, presidente desta mesma associação, Jorge Alves, diretor do CEJAT, Ernesto Areias, diretor da Universidade Sénior de Chaves, e Maria Manuela Rainho, diretora do Club dos Amigos do Livro de Chaves.
Tendo como palco o Hotel de São Francisco em Chaves, a sessão de abertura decorrerá esta sexta-feira, dia 9, pelas 9h30 e contará com a presença do presidente da Câmara Municipal de Chaves, Nuno Vaz, e do presidente do Rotary Club de Chaves. Ao longo de todo o dia, a moderadora das intervenções será Elvira de Azevedo Mea, docente na Universidade do Porto. “Vestigios judíos en la raya entre España y Portugal: una cultura de resistencia”, por Anun Barriuso Ovejero y José Manuel Laureiro, do Centro Isaac Campantón, Zamora, “Os costumes dos judeus portugueses na diáspora”, por Yehonatan Elezar De Mota, da Universidade de Amesterdão, “A família de Garcia de Orta na diáspora”, por Jorge Martins, “El critptojudaismo y los sambenitos de la Catedral de Tui”, por Suso Vila, dos Museus da Catedral de Tui, “A comunidade Sefardita de Salónica do século XV ao XVIII: costumes e tradições” por Carla Guerreiro, do Instituto Politécnico de Bragança, “Da integração social e económica da comunidade judaica de Lebução entre 1600 e 1800: perspetiva analítica”, por Lídia Santos do Instituto Politécnico de Bragança, e “A vida da comunidade judaica polaca em Lisboa nos anos 30-50 do século XX”, por Marina Khabenskaya, da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, serão os temas tratados ao longo de todo o dia. No final das intervenções, terá lugar um momento musical a cargo da Tuna Académica da Universidade Sénior da Associação Rotary Club de Chaves e um jantar Kosher, no restaurante Quinta da Cera, mediante inscrição.

No sábado estão marcadas visitas às judiarias de Chaves e de Valpaços, e ainda à localidade de Lebução, conhecida por “Terra de Judeus”.
O primeiro simpósio sobre Judaísmo foi realizado em Chaves no ano passado e “superou as melhores expetativas. Não só pelo número de participantes, esta sala estava cheia, mas também pela qualidade das comunicações que nos foram aqui apresentadas. E depois, acima de tudo, o entusiasmo que o público que participou no simpósio teve durante o debate. Isso é sinal de que as pessoas estão recetivas para estudar este passado que é de todos nós”, destacou Jorge Alves.
Participaram no I Simpósio sobre Judaísmo cerca de 120 pessoas. Este ano o número de inscritos aumentou para cerca de 180, tendo havido a necessidade de encontrar um espaço maior, que será o auditório do Hotel de São Francisco.
A entrada é gratuita mas sujeita a inscrição. Os presentes levarão para casa um certificado de participação nesta atividade.

Maura Teixeira

loading...
Share.

Deixe Comentário