Desde 2015 à frente dos destinos do Vidago Futebol Clube, juntamente com a direção que lidera, Paulo Lopes reorganizou os estatutos do clube, ‘refrescou’ o símbolo e criou uma mascote. A nível desportivo a ambição para a nova época passa por lutar pelos lugares cimeiros e continuar a desenvolver a aposta na formação. À Voz de Chaves, o líder do emblema da ‘vila termal’ revelou ainda parte do programa de comemorações dos 70 anos do Vidago FC em 2019. 

A Voz de Chaves: É uma estrutura diferente a preparar a época dos seniores?
Paulo Lopes: Não, em relação a esta temporada, entrou apenas o Luís [Fernandes, diretor desportivo], pois de resto a equipa de trabalho mantém-se, pois a direção continua a cumprir mandato até março de 2019, conforme estão agora previstos os novos estatutos do clube. Pela primeira vez o Vidago vai a eleições com a época a decorrer, de forma a que exista tempo para caso entrem pessoas novas poderem organizar a nova época com tempo. Fica salvaguardada essa situação.

Mas houve esse ‘reforço’…
Achamos que, apesar de sermos um clube da distrital, tem que haver profissionalismo no que é feito e o cargo de diretor desportivo no clube fazia falta e vai-se notar em breve no trabalho excelente que o Luís está a desenvolver em conjunto com a equipa técnica. Assim liberta-me um pouco a mim, e aos elementos da direção, para outras tarefas. Isso está-se a notar, pois há mais liberdade para fazer trabalhos mais administrativos. Acho que a equipa será a melhor de todas, porque é a atual, o presente do clube, e dentro das nossas limitações e dificuldades financeiras, pois não podemos esquecer que o clube continua em fase de reestruturação, depois de problemas financeiros, acho que em breve terá potencial para ser o clube que foi no passado.

É esse o grande objetivo desta direção?
Para o ano há eleições e podem haver novas pessoas a quererem pegar no clube, e espero bem que sim, pois foi meu objetivo que o Vidago não passasse mais nenhum ato eleitoral sem que houvesse mais do que uma lista. Nunca na vida do clube, nos quase 70 anos, houve mais que uma lista a eleições. Gostava que quando chegasse ao momento de sair, que houvesse pelo menos uma concorrência saudável pela liderança do clube e era um momento histórico ter duas listas. A temporada passada foi muito difícil, e isso afetou a temporada desportiva, pois não me pude concentrar como eu gosto, na equipa. Tivemos o projeto de alteração de estatutos, tivemos a criação do novo logótipo, o projeto do IPDJ, para a realização de obras, e que ainda não está fechado, e tivemos a criação de uma mascote, que está para sair brevemente. Foram muitas coisas, e algumas tiveram que ficar para trás. O grupo foi fantástico, uniram-se nas dificuldades e acabámos com um bom sétimo lugar. Perante o atual panorama do que é a regional, pois na época passada houveram três equipas profissionais, o 7º lugar não foi mau de todo.

Esta modernização do clube, com nova imagem, permite aproximar novas pessoas?
É essa a intenção. Queremos aproximar cada vez mais o clube das pessoas e temos mais alguns objetivos que gostaríamos de concretizar. Isto vai com o tempo, devagarinho e não se pode querer tudo de uma vez.

Na formação, têm uma aposta com um protocolo que está em vigor…
No concelho de Chaves somos o clube número dois em termos de formação, com o protocolo existente com o Benfica Chaves, no número de jovens. Temos perspectivas de na época 2019/20 podermos ter todos os escalões em ação. O Benfica Chaves têm os escalões de competição de benjamins até aos iniciados e nós temos os juvenis, mas podemos avançar com os juniores também. Tudo aponta para podermos avançar com os dois escalões. Sozinhos era impossível, mas com o acordo que temos, o campo do Vidago trabalha de segunda a segunda, está utilizado por diversas categorias, desde os miúdos, passando pelos seniores e veteranos, todos os dias está a trabalhar. Ao fim-de-semana são jogos de manhã e à tarde.

Isso promove a atividade na freguesia de Vidago…
Sim, vemos que as pessoas se vão aproximando e continuam a ir ao estádio, apesar da população diminuir o que é também outro problema. Mas sentimos também que começamos a ter as instalações limitadas, para aquilo que o clube anseia, e vamos sonhando… Esse sonho pode ainda surgir no próximo mandato.

Numa altura em que o turismo aumenta, o clube pode aproveitar isso?
Sentimos que o nome Vidago FC é muito forte. Desde que entrou Luís, que temos sido abordados por empresas de futebol, por clubes, mas estamos limitados pelo nosso campo ser sintético. As equipas não podem vir cá estagiar, ou treinar. Já acontece quando os clubes da Liga vêm a Chaves para jogar com o Desportivo, utilizarem o estádio para treinos, mas coisas mínimas, pela limitação das medidas do campo e pelo piso ser sintético. Sendo natural… seria ouro sobre azul e acredito que o Vidago FC tendo condições desportivas, tanto o clube, como a vila e a região tinham tudo a ganhar com isso, pois o negocio principal é o turismo, a restauração e a hotelaria.

Qual a meta para a nova época na Divisão de Honra?
O objetivo é que o ano de 2019 seja especial para nós. O clube faz 70 anos em janeiro, e se no ser humano é uma data especial, quanto mais numa associação com a história que o Vidago FC tem. Temos uma particularidade, de os dois principais clubes do concelho, GD Chaves e Vidago FC, fazerem datas redondas, pois o Desportivo festeja também 70 anos em setembro de 2019. É uma data bonita e pretendemos ter também uma boa classificação e o objetivo é que a equipa em cada jogo que entre tenha uma mentalidade ganhadora, lutadora e que no final, excluindo o objetivo de ser campeã, fique nos lugares cimeiros.

Como vão ser festejados estes 70 anos do Vidago FC…
A partir de janeiro vamos comemorar o aniversário com um plano especial. A grande novidade será o lançamento da réplica da primeira camisola do clube, que será apresentada no mês de janeiro e a equipa principal irá utilizá-la. Será uma edição limitada para que os sócios e simpatizantes possam colecioná-la. Haverá mais para a frente a apresentação do plano de atividades para a comemoração da data, com diversas atividades.

loading...
Share.

Deixe Comentário