Muita adrenalina e boa disposição, com algum pó e lama à mistura, foram os ingredientes que marcaram a 12ª Rota do Presunto Todo-o-Terreno, organizada pelo Clube Motard de Chaves no fim de semana passado, dias 20 e 21.

Vindos de toda a região norte do país e da vizinha Espanha, perto de 60 jipes percorreram os trilhos flavienses. Entre subidas íngremes, pisos enlameados e vários obstáculos que pareciam impossíveis de ultrapassar, os profissionais do volante fizeram com que tudo parecesse fácil e as máquinas lá foram “trepando” os montes.
A prova teve início na sexta-feira com um passeio noturno pelas encostas da serra do Brunheiro e no dia seguinte aventura continuou pelas localidades de Sanjurge, Seara Velha, Couto de Ervededo e Bustelo, terminando na mini pista trial no mercado abastecedor, em Outeiro Seco.
Para além do convívio, a prova desportiva pretende dar a conhecer o concelho de Chaves, através da sua paisagem e gastronomia.
No balanço final, Luís Rodrigues da organização mostrou-se muito satisfeito.
“Os participantes gostaram imenso, querem cada vez mais obstáculos e que dificultemos ainda mais o percurso. Embora tenhamos partes complicadas, temos sempre percursos alternativos, que estão bem assinalados e que permitem aos participantes terem uma visão mais turística do percurso”, salientou o responsável.
A Rota do Presunto de todo-o-terreno é já uma referência no norte de Portugal e já se tornou também num ponto de encontro de “velhos” amigos. É o caso da família Pinto que há dez anos que marca presença nesta prova. Fernando Pinto, ao volante de um jipe Wrangler, foi um dos condutores que conseguiu ultrapassar o “obstáculo impossível” e que levou para casa um presunto – prémio.
Na opinião de Fernando, o percurso é acessível “mas claro, depende sempre das máquinas e o nosso já está um pouco equipado”. A família de Felgueiras aproveitou ainda para ver no domingo a prova de Rali do Alto Tâmega.
A participar pela primeira vez, esteve o presidente da Promonte de Tabuaço, Filipe Miranda. Com ele vieram mais três elementos do clube, dois deles já são presença habitual, com dois jipes Nissan Patrol.
“Gostamos do percurso, é como a malta gosta, com algumas dificuldades perigosas até, foi cinco estrelas. Deu para conviver e provar a gastronomia”, disse o presidente do clube de todo-o-terreno de Tabuaço que prometeu regressar em próximas edições.
O raid terminou com um jantar convívio, onde foi feito um minuto de silêncio a um adepto fervoroso desta modalidade, Filipe Barreira.
No evento marcaram igualmente presença a vereadora da autarquia Paula Chaves e o presidente da Junta de Freguesia da Madalena.
A iniciativa foi organizada pelo Clube Motard de Chaves, com o apoio da Câmara de Chaves, Juntas de Freguesia da Madalena e de Seara Velha e PSP local.

Cátia Portela

loading...
Share.

Deixe Comentário