O Forte São Francisco, em Chaves, recebeu na passada quarta-feira, dia 21 de junho, a apresentação do livro ‘O Controlo da Despesa Pública nas Autarquias Locais’, da autoria de Tiago Rocha Matos e João Quintela Cavaleiro, e contou ainda com um debate com João César das Neves, com o tema ‘Portugal que futuro?’, numa iniciativa que juntou dezenas de flavienses.

A apresentação do livro contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Chaves, António Cabeleira, que fez uma introdução ao tema. Além de empresários da região, marcaram ainda presença todos os candidatos autárquicos flavienses, pelo PS Nuno Vaz, pela CDU Manuel Cunha e pelo CDS-PP Maria Teresa Campos.

O presidente da Câmara Municipal de Boticas, Fernando Queiroga, também marcou presença.
A iniciativa foi promovida pelo empresário flaviense Rui Martins, que, participando em eventos do género em outras localidades, decidiu “trazer para Chaves” este debate.
“É bom que haja esta discussão entre os flavienses, e que políticos e empresários possam debater ideias de forma a promover uma maior união entre todos. Todos temos a ganhar com isso”, destacou Rui Martins.
“Despertou interesse de autarcas, empresários e dos cidadãos”
O advogado João Cavaleiro apresentou juntamente com Tiago Rocha Matos o livro ‘O Controlo da Despesa Pública nas Autarquias Locais’, e ficou satisfeito com o interesse dos participantes em Chaves.
“Despertou interesse de autarcas, empresários e dos cidadãos. Mesmo sabendo que debater o Controlo da Despesa Pública nas autarquias locais pode ser um tema delicado, não deixaram de marcar presença, demonstrando que o tema merece uma análise mais profunda, sem medos”, realçou.

Além do interesse e participação, o número de presentes também foi nota de destaque: “Durante o jantar/debate promovido pela ACEGE e da intervenção do Prof. César das Neves, todos louvaram a iniciativa, dando nota que a cidade e região precisam de iniciativas que promovam a interacção e convívio entre empresários e as forças vivas da região. Era precisamente uma das grandes pretensões. Parece-nos que o melhor dos sinais foi que num dia de trabalho na semana, pela noite dentro, bem depois da meia noite as perguntas e intervenções continuaram com elevação, tendo sido com pena de todos quando se deu a sessão por encerrada”.

Após o evento em Chaves, João Cavaleiro acredita que em breve haverão mais iniciativas, não só na cidade flaviense, mas em toda a região.
O Núcleo da Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE) de Vila Real, encabeçado por João Quintela Cavaleiro, que também tem assento na Direcção Nacional, realizou esta iniciativa “no âmbito de um processo de abrangência regional”.

“Trazendo uma mensagem do Sr. Bispo de Vila Real, D. Amândio Tomas para a sessão, e a presença na sessão do Secretário Nacional – Jorge Libano Monteiro – revelam que com esta resposta talvez faça sentido ter uma presença em Chaves mais forte, reunindo um conjunto de empresários que se associem ao Núcleo de Vila Real e à Direcção Nacional e possam ser também promotores de um vasto conjunto de iniciativas que a ACEGE promove a nível nacional. Inspirar a gestão e promover lideranças de Valor(es)”, confessou.

Diogo Caldas

Share.

Deixe Comentário