A Câmara Municipal de Chaves vai conceder bolsas de investigação a jovens licenciados para estudo, promoção, preservação e defesa do património cultural, natural, arquitetónico e arqueológico do concelho. Uma iniciativa de estudo, promoção, preservação e defesa do património cultural, natural, arquitetónico e arqueológico de Chaves, bem como de incentivo à fixação de jovens licenciados.

Com este projeto, a autarquia quer suscitar entre a população flaviense, em especial entre os jovens licenciados e mestrados, o interesse pela investigação da sua cultura, tradição e património, por forma a manter os mesmos vivos e atualizados, bem como promover o estudo de trabalhos que versem sobre investigação científica e tecnológica que contribuam para o dinamismo e modernização de Chaves. A iniciativa pretende igualmente atrair recursos humanos qualificados para o concelho, em especial os mais jovens.

O Projeto de Regulamento de Atribuição de Bolsas de Investigação foi aprovado na última reunião de Câmara, no passado dia 17 de fevereiro. Entretanto, será submetido a audiência dos interessados, por um período de 30 dias úteis. Terminada a fase de discussão pública, a referida proposta de Regulamento será agendada para a próxima sessão da Assembleia Municipal, em abril próximo, para ulterior sancionamento do referido órgão deliberativo.

Entre outros benefícios para o concelho, estas bolsas traduzir-se-ão em trabalhos de investigação com incidência no desenvolvimento do património e recursos do concelho, por forma a criar bases de estudo que sustentem e orientem estratégias de atuação futura.

As bolsas apoiarão trabalhos de investigação inovadores, em áreas ou temáticas de intervenção municipal de interesse público, nomeadamente nas áreas de valorização dos recursos, património e paisagens, educação e coesão social, cooperação territorial, turismo e tecnologia, bem como inovação científica, entre outras.
A duração da bolsa varia entre três meses (no mínimo) e um ano (tempo máximo). O Município disponibilizará por ano 45 mil euros para este projeto.

A compensação financeira do bolseiro será a correspondente ao valor mensal de 631,98 euros, ou seja 1,5 do valor do Indexante dos Apoios Sociais (IAS), mais subsídio de refeição (4,52€/dia). Podem candidatar-se às bolsas os cidadãos de nacionalidade portuguesa e residentes no concelho.
As candidaturas deverão obedecer ao preenchimento de um formulário próprio, que será disponibilizado no site do Município (www.chaves.pt) ou na Divisão de Recursos Humanos e Ação Social. A análise de candidaturas será realizada por uma Comissão de Seleção de Bolsas de Investigação, constituída em função do tema de investigação da bolsa a conceder.

Redação/CM Chaves

Share.

Deixe Comentário