No passado dia 6 de julho o Auditório do Centro Cultural de Chaves foi palco da apresentação dos novos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) que o Instituto Politécnico de Bragança (IPB) vai lecionar na região do Alto Tâmega.

Nesta sessão, organizada conjuntamente pelo IPB e pela Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT), estiveram cerca de 280 alunos da região do Alto Tâmega a frequentar o último ano do ensino profissional. Esta iniciativa serviu como mote para incentivar estes jovens a prosseguir os seus estudos no ensino superior sem terem de abandonar a região do Alto Tâmega, um dos grandes objetivos da CIMAT. “Não é aceitável para a região haver mais de 2300 alunos a estudar fora, não conseguindo que esses alunos consigam estudar dentro. A sessão de hoje procura essencialmente isso. Dizer-lhes que estamos a trabalhar com o Politécnico de Bragança para que uma parte significativa de vocês [jovens]consiga estudar no território. E que, sobretudo, possam contribuir para que a região consiga pegar nos nossos ativos e incorporar muito mais empreendedorismo”, sublinhou Ramiro Gonçalves, primeiro secretário executivo da CIMAT.
Foram apresentados sete novos Cursos Técnicos Superiores Profissionais a lecionar em setembro na região nas áreas da Hotelaria e Restauração, das Ciências Agrárias e Recursos Naturais, das Tecnologias, do Turismo, Desporto e Lazer e da Saúde e Proteção Social. Os cursos a lecionar são escolhidos mediante as potencialidades existentes na região do Alto Tâmega, de forma a poder formar jovens que no futuro irão dar o seu contributo para o desenvolvimento da região.
Nuno Vaz, presidente da Câmara Municipal de Chaves, esteve presente nesta iniciativa e realçou esta mesma ideia às centenas de jovens presentes no auditório: “Vocês são os garantes do nosso futuro. Os garantes do futuro não são os gestores de hoje, não são os líderes de hoje, não são os presidentes de Câmara de hoje, não são os responsáveis pelas empresas de hoje, não são, na minha perspetiva, os diretores das escolas de hoje. O nosso futuro, a nossa capacidade de sermos um território ativo, capaz, um território que na minha perspetiva pode ter um futuro muito auspicioso, é responsabilidade vossa. (…) Espero que hoje seja um momento importantíssimo nesse vosso percurso de afirmação pessoal, mas também de afirmação coletiva”.

No final da sessão de apresentação, os jovens alunos puderam fazer uma pré-candidatura no curso do seu interesse, garantindo, desde já, a sua vaga.
Os CTeSP têm a duração de quatro semestres (dois anos), e o último semestre é um estágio. Podem candidatar-se a estes cursos os jovens que tiverem o 12º ano concluído no ensino secundário ou o equivalente numa área profissional. É ainda possível frequentar uma licenciatura após a conclusão do CTeSP. Se ambos forem de áreas alinhadas, como, por exemplo, um CTeSP em Turismo e a licenciatura nesta área, este curso dará equivalência, não necessitando os alunos de realizar os três anos completos da licenciatura.
Os interessados poderão efetuar a sua candidatura presencialmente no IPB ou em candidaturas.ipb.pt

Maura Teixeira

 

loading...
Share.

Deixe Comentário