Teve lugar, no passado dia 15, na localidade de Arcossó, concelho de Chaves, uma sessão de esclarecimento sobre as barragens do Sistema Eletroprodutor do Alto Tâmega realizada pela IBERDROLA.

A iniciativa, proposta pelo executivo municipal flaviense à IBERDROLA de forma a poder esclarecer as populações afetadas pelas intervenções realizadas em Chaves, contou com a presença de Nuno Vaz, presidente da Câmara Municipal de Chaves, e de Rui Branco, presidente da União de Freguesias de Vidago.

De acordo com o município de Chaves, esta atividade “pretendeu elucidar os cidadãos sobre a utilização temporária dos terrenos para o desenvolvimento de estudos, projetos, prospeções geológicas, sondagens, levantamentos topográficos, assim como sobre os acessos para realização destes trabalhos, nos termos do Artigo 6º do DL no 301/2009, de 21 de outubro”.

De relembrar que este complexo contempla a construção de três barragens para aproveitamentos hidroelétricos de Gouvães, Alto Tâmega, e Daivões, pelo período de 70 anos, conta com um investimento previsto de 1.200 milhões de euros, centrando-se a maior parte do investimento no período 2018-2020, e terá uma potência instalada de 1.200 megawatts (MW), alcançando uma produção anual de 1.800 gigawatts hora (GWh), ou seja, 4% do consumo elétrico do país.

A IBERDROLA, empresa responsável por este empreendimento, disponibiliza meios de atendimento permanente para apoio aos interessados:

De segunda a sexta, através do contacto: 259 493 065, das 9h às 13h e das 15h às 18h

Email: set_atendimento@iberdrola.com

Livros de sugestões/reclamações nas Câmaras Municipais, Juntas de Freguesia e Estaleiros de obra.

Às quintas-feiras, entre as 10h e as 13h, nos escritórios da IBERDROLA, em Ribeira de Pena.

loading...
Share.

Deixe Comentário