A passada terça-feira, dia 31 de outubro, foi marcada pela Feira do Gado, evento que todos os anos atrai milhares de pessoas a Chaves, vindos das mais diversas zonas do país e da vizinha Espanha.

O dia começou bem cedo com a abertura da Feira do Gado às 8h30, no Pavilhão Mercado do Gado, na Zona Industrial. Depois as atenções viraram-se para o Forte de S. Neutel, local onde se realizaram o 2.º Concurso Concelhio de Ovinos de Raça Churra Galega Bragançana, o 4.º Concurso Concelhio de Suínos da Raça Bísara, o 5.º Concurso Concelhio de Cão de Gado Transmontano, e o 15.º Concurso Nacional Pecuário, com as raças Mirandesa, Barrosã e Maronesa.
Este último é o concurso que desperta mais a atenção do público, que gosta de ver os belos exemplares destas três raças. Os seus proprietários tratam-nos da melhor maneira, preocupando-se sobretudo com a alimentação e com o aspeto do pêlo. Dentro de cada raça existem várias categorias. Os bovinos foram avaliados por um júri especialista em cada uma das raças e, posteriormente, foram atribuídos os prémios pertencentes à categoria à qual concorreram. Os proprietários presentes neste concurso eram sobretudo da zona de Montalegre, Boticas, Vila Pouca de Aguiar, Fafe, Guimarães, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto e Miranda do Douro.
Apesar de haver menos sete inscrições do que no ano passado, o número de inscritos não foi abaixo da centena, facto que muito orgulha a organização. “O balanço que fazemos é positivo até porque a opinião que temos dos senhores jurados no que toca à qualidade dos animais a concurso é muito boa. Melhor que no ano passado. Correu muito bem. Não houve quaisquer incidentes, foi tudo muito pacífico. O tempo também ajudou”, destacou André Friande Lopes, vice-presidente da ACISAT – Associação Empresarial do Alto Tâmega.
Também neste dia, e junto ao Forte de S. Neutel, se realizou o Festival Gastronómico do Polvo, que para muitos se tornou já numa tradição impossível de quebrar, juntando centenas de pessoas numa espécie de almoço convívio no qual o polvo e o vinho tinto são os grandes protagonistas.
Na tarde deste dia, destaque ainda para uma Chega de Bois Campeões, na qual as receitas obtidas reverteram para a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Flavienses.

Maura Teixeira

Share.

Deixe Comentário